Página Inicial arrow Proteção e Segurança arrow Beber e Dirigir X Respeitar a Lei
Quinta-feira - 27 de Fevereiro de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase4.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Good Clean
QAP Segurança
NR Service
FL Terceirização
Grupo Titanium
JSEG Vigilância
ASC Service
Full
Grupo Padrão
Porto Service
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Pro Security
Life Condomínios
Comunicação Juridica
Protecães
Crimes & Acidentes
Avitran
Leão Serviços
ATS Terceirização
Méthodo Gestão Educacional
Lordello Consultoria
Terras de Gênova
Seguridade
Wall Service
Condomínio em Foco
Grupo Vip
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Top Clean
Grupo GP

Quem está On-line

Beber e Dirigir X Respeitar a Lei Email

Arlindo foi à festa de despedida de solteiro de seu melhor amigo, que aconteceu em uma chácara. A galera toda estava presente e o ambiente era de total descontração. Como não poderia faltar, a quantidade e variedade de bebidas era enorme. Às 5 da madrugada, Arlindo resolveu voltar para casa, e após trafegar por cerca de 10 minutos pela rodovia, avistou o terror dos baladeiros: uma blitz policial. O rapaz começou a rezar e torcer para não ser parado, mas não teve jeito, foi sorteado. Ao parar o veículo, a primeira gafe: quase passou com o pneu no pé do policial. O guarda ordenou que ele descesse do auto. Com muita dificuldade, Arlindo ficou em pé. O pesadelo aumentou ao ouvir a frase: "Vamos fazer o teste do bafômetro". O motorista bêbado pensou: "Tô frito, minha carta vai para o beleléu". No instante que o rapaz ia assoprar o canudinho do aparelho, um caminhão bate contra ônibus do outro lado da pista. Imediantamente o policial deu a seguinte ordem: "Vá embora, preciso providenciar socorro aos feridos". "Puxa, que alívio, hoje é meu dia de sorte mesmo"...foi essa a sensação de Arlindo, que rapidamente chegou em casa. Às 11h o rapaz foi acordado pela assustada genitora, que falou: "Filho, de quem é aquela viatura da polícia estacionada dentro da nossa garagem?" As penalidades para quem dirige embriagado são pesadíssimas. O condutor, além de ter a CNH retida, veículo guinchado e apreendido, terá que pagar multa de quase R$ 1.000,00 e poderá, ainda, ser autuado em flagrante delito, passando a ter "ficha suja" na polícia. O legislador não imaginava que a vontade de beber e dirigir do motorista é tanta, que supera o medo de ser detido em estado de embriaguês ao volante. Ou seja, boa parte dos condutores de carros e motos assumem o risco de prisão, mas não perdem a mania de dirigir após beber com amigos. O uso de táxi ou ônibus resolveria toda essa problemática que gera dezenas de milhares de mortes no Brasil anualmente. Outra estratégia preventiva é sair em grupo com amigos. Aquele que estiver dirigindo assume o compromisso de não beber. Será que é tão difícil assim deixar bebida alcoólica de vez enquando, respeitando, assim, a legislação penal, além de preservar a própria integridade física, a dos amigos e de terceiros?

Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement