Página Inicial arrow Caixa Eletrônico (24h) arrow Aprendendo com o erro alheio
Domingo - 05 de Abril de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase4.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Seguridade
QAP Segurança
ASC Service
Top Clean
Life Condomínios
FL Terceirização
Full
Grupo Titanium
Grupo GP
Grupo Vip
Condomínio em Foco
Pro Security
ATS Terceirização
Terras de Gênova
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Méthodo Gestão Educacional
Protecães
Porto Service
Lordello Consultoria
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Good Clean
Crimes & Acidentes
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Wall Service
Grupo Padrão
JSEG Vigilância
Leão Serviços
NR Service
Avitran
Comunicação Juridica

Quem está On-line

Nós temos 2 visitantes online
Aprendendo com o erro alheio Email

No intervalo de uma palestra sobre prevenção à criminalidade, uma das participantes me chamou de lado e fez questão de contar sobre o crime que havia sido vítima no início de 2008. Acompanhe o relato, perceba as atitudes imprudentes que ela tomou e a audácia e imaginação dos criminosos: "Eram 20h30 quando me lembrei que estava sem dinheiro na carteira. Ao dobrar a esquina vi um caixa 24h; imediatamente estacionei o carro na única vaga existente naquela rua. Andei por cerca de 80m e antes de entrar no banco olhei para os lados e não vi ninguém em atitude suspeita. Saquei rapidamente cerca de R$ 150,00 e ao sair do caixa eletrônico meu telefone celular tocou, mas era engano. Continuei andando em direção ao veículo e, à distância, destravei as portas com o controle remoto. Ao me aproximar fui abordada por dois ladrões armados, que me obrigaram a sentar no banco do passageiro. O marginal mais velho tomou o volante enquanto o mais jovem sentou no banco de trás. Ele não parava de cutucar minhas costas com a arma de fogo. Pegou minha bolsa, revistou a carteira e facilmente encontrou 3 cartões de crédito e dois de bancos. Por quase duas horas rodei com os bandidos por diversos caixas eletrônicos. Eles sacaram o que puderam. Antes de me abandonar em uma estrada escura em Taboão da Serra, fui obrigada a preencher três folhas de cheques em branco. Um dos ladrões tirou várias fotos minhas e fez a seguinte ameaça: "Peguei o documento do carro no porta luvas, agora sei onde você mora. Tenho sua imagem registrada no celular. Vou dar duas ordens e se não cumprir vou te buscar até no inferno. Não quero que chame a polícia e nem bloqueie as folhas de cheques". É lógico que concordei, estava apavorada. Antes de irem, um deles me avisou: "Olha dona, a senhora foi legal com a gente, mas não dá mais essa bobeira de retirar dinheiro à noite, e não destrave a porta e o alarme tão longe do carro, assim você dando muita bandeira pra malandragem te enxergar como vítima". Se o amigo leitor desejar mais dicas sobre o presente tema é só enviar um e-mail para Este endereço de email está protegido de spam bots, necessita ter o Javascript activado para o poder visualizar .

 

Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement