Página Inicial arrow Evitando Acidentes arrow Cuidados que salvam vidas na estrada
Sexta-feira - 14 de Agosto de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase3.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Método Lordello de Treinamento em Segurança
Avitran
Protecães
ATS Terceirização
QAP Segurança
Grupo Titanium
Life Condomínios
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Comunicação Juridica
Méthodo Gestão Educacional
Condomínio em Foco
Crimes & Acidentes
ASC Service
Grupo Vip
Top Clean
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Full
Porto Service
Grupo GP
JSEG Vigilância
Seguridade
Wall Service
Terras de Gênova
Good Clean
Pro Security
Lordello Consultoria
Leão Serviços
Grupo Padrão
NR Service
FL Terceirização

Quem está On-line

Cuidados que salvam vidas na estrada Email

O amigo leitor já reparou que logo nos primeiros minutos, ao sairmos para viajar, temos a nítida impressão que estamos esquecendo alguma coisa importante? Os segundos vão se passando, os demais passageiros começam a conversar e acabamos tirando da mente essa preocupação. O mais curioso é que durante a viagem ou quando chegamos ao destino, normalmente, lembramos de algo que ficou para trás. Por esse motivo a palavra "planejamento" pode fazer grande diferença antes de colocarmos as malas no veículo. A revisão do automóvel ou motocicleta é de suma importância. Não adianta parar num posto de gasolina momentos antes de pegar a estrada e verificar apenas o nível do óleo do motor ou a água do radiador e do limpador de pára-brisas. Levar o veículo a um mecânico especializado é o primeiro passo para termos dirigibilidade segura. Alguns itens precisam ser verificados com acuidade: motor, bateria, pneus, estepe, freios, suspensão, faróis, limpadores de pára-brisas, macaco, chave de rodas, triangulo e, principalmente para quem for viajar a noite, as lanternas. E não esqueça que todas as luzes e setas devem estar funcionando corretamente. As estatísticas comprovam que 90% dos acidentes são causados por erros dos motoristas, 6% por má condição das vias e 4% por defeitos dos veículos. O principal erro que o condutor pode cometer é não colocar cintos de segurança em toda família, fato que, além de levar a risco, está em desacordo com a legislação de trânsito. Os acidentes de trânsito são, seguidos dos afogamentos, a principal causa de mortalidade infantil, levando-se em consideração as causas externas, desde o nascimento até os 14 anos de idade. Estudos recentes apontaram que nas rodovias paulistas apenas 33% dos passageiros que se utilizam do banco traseiro fazem uso do equipamento de segurança e que, embora 89% das crianças sejam transportadas no banco traseiro, apenas 20% delas usam cinto. O transporte de crianças até o 1 ano de idade (ou 9 Kg) deve ser efetuado na posição invertida, isto é, com a cadeira de costas para o movimento, pois, deste modo, reduz-se em 90% a probabilidade de ocorrer sérias lesões no pescoço e coluna do bebê. As cadeirinhas de segurança devem ser usadas até 36 Kg ou, no mínimo, 1,45 m de altura.

 

Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement