Página Inicial arrow Acidentes Domésticos arrow Asfixia Infantil: os perigos dentro de casa
Quinta-feira - 13 de Agosto de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase3.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

QAP Segurança
Seguridade
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Protecães
NR Service
FL Terceirização
Leão Serviços
Grupo Padrão
Top Clean
JSEG Vigilância
Méthodo Gestão Educacional
Condomínio em Foco
Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Good Clean
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Avitran
Grupo Titanium
Pro Security
Lordello Consultoria
Life Condomínios
ATS Terceirização
Grupo GP
Porto Service
Full
Comunicação Juridica
ASC Service
Grupo Vip

Quem está On-line

Asfixia Infantil: os perigos dentro de casa Email

Estatísticas mostram que no Brasil, por ano, os acidentes domésticos respondem pela internação de 140 mil crianças e pela morte de 6.000 delas. Dados de plantões policiais confirmam que é grande a quantidade de crianças que morrem em razão de acidentes dentro de casa, muitos deles ligados a asfixia infantil. O principal sintoma de uma pessoa asfixiada é a falta de ar. Ato contínuo, as batidas do coração se aceleram e a pele em volta da boca e embaixo das unhas fica arroxeada. Além disso, podem ocorrer convulsões, contrações musculares e desmaios. Veja as principais causas de asfixia em crianças: a) Afogamento b) Traumatismo no tórax c) Enforcamento involuntário d) Choque elétrico e) Envenenamento por drogas ou gases f) Bloqueio das vias respiratórias por engasgamento ou pela aspiração de vômito, de pó ou pela obstrução das vias nasais por algum corpo estranho. De acordo com especialistas, em caso de asfixia, o adulto tem no máximo cinco minutos para fazer a criança voltar a respirar. A criança deve ser levada rapidamente ao pronto socorro mais próximo. Ligando para o corpo de bombeiros, no fone 193, o responsável pela criança poderá obter, diretamente com um profissional capacitado, informações quanto a providências que deverá tomar naquele momento. A aspiração de vômito é um dos problemas mais freqüentes. Corpos estranhos no nariz da criança, tais como feijões, sementes e dentes de olho podem obstruir as vias nasais. Colocar a cabeça dentro de saco plástico é uma brincadeira relativamente comum. A maioria das crianças não enxerga o perigo que pode levar à morte por asfixia. Produtos tóxicos devem ser guardados longe do alcance das crianças. Confira os perigos existentes nos diversos ambientes de uma casa: 1) Cozinha: saponáceo, sabões, detergentes e desinfetantes. 2) Área de serviço: ceras, fertilizantes, solventes, tintas, inseticidas, raticidas, álcool, sabão em pó, etc. 3) Sala: bebidas alcoólicas, plantas ornamentais. 4) Quarto: perfumes, naftalina ou remédios. 5) Banheiro: cosméticos, talco, água de colônia e desodorantes.

 

Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement