Página Inicial arrow Proteção e Segurança arrow Alerta no farol: "Gangue Do Rodinho"
Sexta-feira - 22 de Novembro de 2019

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase4.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Método Lordello de Treinamento em Segurança
Life Condomínios
Protecães
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Padrão
QAP Segurança
Pro Security
Good Clean
Condomínio em Foco
Seguridade
Full
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Crimes & Acidentes
Terras de Gênova
Comunicação Juridica
ASC Service
FL Terceirização
Leão Serviços
Lordello Consultoria
ATS Terceirização
Grupo Titanium
JSEG Vigilância
Grupo GP
NR Service
Wall Service
Grupo Vip
Méthodo Gestão Educacional
Top Clean
Porto Service
Avitran

Quem está On-line

Nós temos 2 visitantes online
Alerta no farol: "Gangue Do Rodinho" Email

Disfarçados de limpadores de vidros, ladrões agem em semáforos. Aproveitam o trânsito engarrafado para assaltar motoristas. A famigerada "gangue dos rodinhos" tem sido alvo da polícia, que busca coibir essa modalidade criminosa. No final de 2009 cerca de 30 marginais foram detidos em flagrante na região da Av. Rebouças e Rua Teodoro Sampaio, em São Paulo. Existem registros de assaltos promovidos por flanelinhas contra pedestres, portanto, todo cuidado é pouco ao se deparar com jovem segurando rodinho, pano e borrifador de água. Dados estatísticos não mostram a realidade dos crimes promovidos no trânsito engarrafado, pois a maioria dos motoristas deixa de registrar boletim de ocorrência. 80% das vítimas são mulheres. Falsos flanelinhas utilizam de diversas táticas para realizar assalto ou extorsão. Acompanhe as modalidades identificadas: a) Intimidação: após limpar o vidro, o marginal começa a falar de maneira grosseira, dizendo que prefere limpar vidros a roubar. O motorista se vê coagido a dar o dinheiro exigido pelo malandro. b) Grave ameaça: utilização de arma de brinquedo, faca, estilete ou caco de vidro colocado no pescoço da vítima, que é obrigada a entregar relógio, celular e carteira. c) Veículo marcado: o flanelinha, ao solicitar dinheiro do motorista, observa o que ele possui dentro do carro. Se identificar objetos interessantes e valiosos, colocará um chiclete na porta do auto. Seu parceiro de crime, que está mais à frente, ao ver a identificação combinada assaltará o veículo, promovendo prejuizo financeiro e risco à vida dos ocupantes. d) Visão prejudicada: malandro borrifa líquido contendo produto à base de óleo no vidro dianteiro do carro. Ao ser acionado o limpador, o vidro ficará totalmente embaçado, forçando o motorista a parar mais à frente para promover limpeza, ocasião em que surgem bandiddos que roubam o veículo. e) Pane no motor: enquanto garotos da "gangue do rodinho" limpam o vidro e distraem o motorista, comparsa insere no escapamento do carro limão envolto em pano. O motorista, após dar gorjeta ao flanelinha, sai com veículo, mas em seguida é surpreendido com falha no motor e acaba parando e o roubo é iniciado. Portado, amigo leitor, algumas dicas são importantes. Antes de sair com seu automóvel, tranque as portas e mantenha os vidros levantados. Com referência aos vidros, aconselho o uso de película de segurança, que dificulta a visibilidade de quem está do lado de fora. Não esqueça de esconder bolsa, celular e carteira. No trânsito, evite se aproximar da faixa de pedestres; posicione-se um pouco mais atrás. Quando o semáforo fechar, jamais encoste no veículo da frente, mantenha distância de meio carro. Para finalizar, não promova caridade em farol, pois você estará contribuindo para manter menores carentes nas ruas ou aumentando a possibilidade de ser vítima de assaltantes travestidos de ambulantes ou flanelinhas.

 

Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement