Página Inicial arrow Protegendo os Filhos arrow 10 dicas para proteger criança em casa
Domingo - 25 de Agosto de 2019

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase8.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
ASC Service
Avitran
Good Clean
Protecães
Condomínio em Foco
NR Service
Seguridade
JSEG Vigilância
Comunicação Juridica
Grupo Vip
Crimes & Acidentes
FL Terceirização
Leão Serviços
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Wall Service
Grupo Padrão
Life Condomínios
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Pro Security
Full
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Porto Service
Grupo GP
ATS Terceirização
Grupo Titanium
Top Clean
Lordello Consultoria
Méthodo Gestão Educacional
QAP Segurança

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
10 dicas para proteger criança em casa Email

O leitor sabia que cerca de 2.300 crianças morrem por dia no mundo vítimas de acidentes domésticos? São quase 1 milhão de criancinhas que falecem anualmente em razão de descuidos de pais e responsáveis. 9 em cada 10 acidentes envolvendo crianças acontecem dentro de casa. É a terceira maior causa de mortalidade infantil no país. Para cada morte, outras quatro crianças ficam com sequelas permanentes. A maioria dos acidentes com crianças de 0 a 2 anos ocorrem na cozinha ou banheiro. Dados estatísticos apontam que a sufocação, afogamento e quedas são os principais incidentes que podem provocar lesões gravíssimas ou até a morte do bebê. Para diminuição dos riscos, todo cuidado é pouco. Algumas atitudes proativas são imprescindíveis e devem ser tomadas rotineiramente. Senão vejamos: 1) Esvaziar baldes, banheiras e piscinas infantis depois do uso. Guardar sempre virados para baixo e longe do alcance das crianças. 2) Conservar a tampa do vaso sanitário fechada, se possível lacrado com algum dispositivo de segurança à prova de criança. 3) Mantenha a porta do banheiro trancada para que seu filho não entre escondido. 4) Piscinas devem ser protegidas com cercas de no mínimo 1,5m, impedindo, assim, que sejam escaladas. Convém, ainda, para dificultar o acesso dos pequenos, instalar portões com cadeados ou trava de segurança. 5) Muita cautela na hora de colocar o filho para dormir. Bebês devem dormir de barriga para cima, cobertos até a altura do peito com lençol ou manta presa embaixo do colchão, que deve ser firme e estar bem encaixado no berço, ou seja, não mais que dois dedos de folga e sem qualquer embalagem plástica. 6) Adquira berços e carrinhos de bebê certificados pelo Inmetro. Fique atento aos espaços das grades de proteção; não deve haver mais que 6 cm de distância entre elas. 7) Para reduzir o risco de asfixia, retire todos os brinquedos e travesseiros do berço quando seu bebê estiver dormindo. 8) Sempre teste a temperatura da água do banho usando o dorso da mão ou o cotovelo. 9) Não use toalha comprida na mesa. O bebê pode puxá-la e derrubar utensílios e líquidos quentes. 10) Jamais coloque berços ou outros móveis próximos de janela.

 

Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement