Página Inicial arrow Internet arrow Aprendendo para não ser vítima dos bandidos digitais
Quinta-feira - 21 de Outubro de 2021

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Condomínio em Foco
Porto Service
Comunicação Juridica
NR Service
Seguridade
Good Clean
Grupo Vip
Life Condomínios
Grupo Padrão
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Leão Serviços
Pro Security
Avitran
Grupo GP
FL Terceirização
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Top Clean
Protecães
QAP Segurança
ATS Terceirização
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Méthodo Gestão Educacional

Quem está On-line

Aprendendo para não ser vítima dos bandidos digitais Email
No Brasil, os crimes cometidos via internet tiveram inicio em 1994, praticados pelos chamados "Crackers". Só para que o leitor tenha uma idéia dos prejuízos, a previsão para 2007 é que tenhamos mais de 100 mil vitimas brasileiras na rede mundial de computadores.

Aprendendo para não ser vítima dos bandidos digitais O perfil do bandido digital é curioso:

a) Tenra idade, entre 13 a 22 anos;

b) Classe média;

c) Inteligente;

d) Poucos amigos reais e muitos virtuais;

e) Permanece muitas horas na frente do computador.


O leitor que utiliza a internet deve ficar atento aos golpes mais comuns. Senão Vejamos:

1) Golpe contra clientes de Banco: Os "Crackers" desejam sua senha bancária e usam a seguinte tática. Mandam inúmeros e mails para internautas copiando modelos de sites de bancos oficiais. O conteúdo desse e mail é o seguinte: "Uma medida do governo federal obriga o usuário do banco a recadastrar os dados, caso contrário à conta será bloqueada". Se o internauta digitar o número da conta bancária e senha, o "Cracker" rapidamente providenciará a transferência de valores.

2) Golpe da TV: Os "Crackers" enviam e mails solicitando cadastramento visando participação em programa de televisão, tais como Big Brother, Show do Milhão entre outros. Junto com esse e mail, vem uma mensagem solicitando a abertura de um arquivo com o final EXE. Se o internauta abrir tal arquivo o criminoso digital instala um programa que monitora o computador da vitima.

3) Golpe da Pechincha: Diversos e-mails são despejados tentando vender produtos com preços promocionais, bem abaixo do preço de mercado, como por exemplo, a camisa da seleção brasileira por R$35,00. Se a vítima depositar o dinheiro, ficará esperando sentada a mercadoria, que nunca chegará.

4) Golpe da Boa Ação: Tome muito cuidado com as doações pela internet. Os "Crackers" fantasiam-se de doentes ou solicitam dinheiro para entidades que não existem, esperando que usuários ingênuos, caiam nessa armadilha e depositem sua contribuição.

Portanto:

a) Cautela nas doações pela internet;

b) Cuidado com sites com muitos erros de ortografia e concordância. Pode ser um indicio de malandragem;

c) Mude sua senha todo mês;

d) Jamais entre nas chamadas "correntes eletrônicas";

e) Não se entusiasme com propostas mirabolantes ou negócios da china;

f) Não responda e mail, cujo remetente for desconhecido da sua lista de amigos virtuais.


O trabalho da polícia civil para prender um "Cracker" é infinitamente mais difícil que deter um bandido armado. Na verdade, a pessoa que foi vitima pela internet, não sabe informar a cor, idade, local e nenhuma característica do bandido virtual. Portanto, previna-se e desconfie de quem você não vê e que se esconde por detrás do monitor de seu computador.

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement