Página Inicial arrow Equipamentos que Protegem arrow Comunicação: A arma contra invasores a prédios e empresas
Segunda-feira - 15 de Agosto de 2022

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase6.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

NR Service
ATS Terceirização
JSEG Vigilância
Crimes & Acidentes
FL Terceirização
QAP Segurança
Pro Security
Protecães
Condomínio em Foco
Terras de Gênova
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Titanium
Avitran
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Good Clean
Grupo GP
Full
Grupo Padrão
Grupo Vip
Leão Serviços
ASC Service
Wall Service
Top Clean
Life Condomínios
Porto Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Méthodo Gestão Educacional
Comunicação Juridica
Seguridade
Lordello Consultoria

Quem está On-line

Comunicação: A arma contra invasores a prédios e empresas Email
A finalidade do Rádio Intercomunicador é transmitir conhecimentos básicos aos operadores de radiocomunicações visando agilização, segurança e normalização de uso do equipamento. 

ELEMENTOS ESSENCIAIS

Constituem elementos essenciais das comunicações-rádio: o equipamento (rádio HT), o operador e a mensagem. São assim chamados de essenciais porque, na falta de qualquer deles, não haverá comunicação-rádio por voz.


O EQUIPAMENTO-RÁDIO

Composição do equipamento - O equipamento-rádio compõe-se, basicamente, do transceptor e seus acessórios:

a) antena;
b) microfone;
c) fonte de alimentação (equipamento fixo);
d) alto-falante.


O transceptor - O transceptor é o engenho eletrônico capaz de transmitir e receber sinais de radiofreqüência necessária às comunicações-rádio, para a transmissão de mensagens por voz. É o equipamento transmissor-receptor (TxRx), aquilo que no linguajar cotidiano acostumou-se chamar de “rádio”, propriamente dito. Os transceptores mais modernos, para os casos de necessidade, já possuem dispositivo que permite sua identificação instantânea, mediante a emissão de uma sinalização eletrônica, por ocasião do acionamento do “PTT” para a transmissão de uma mensagem. Para o seu regular funcionamento, o transceptor necessita de alguns acessórios, que são: a antena, o microfone, a fonte de alimentação e o alto-falante.

A antena - Através da antena são irradiados ou recebidos os sinais de radiofreqüência.

O microfone - Capta os sons ambientes e de voz, que são enviados ao transmissor, para sua irradiação a outras estações. Ele possui dispositivo alternador (botão ou tecla), para ora permitir e ora não, a entrada desses sons no interior do equipamento; é o denominado “PTT”. Através desse processo é que a conversação pode ser entabulada; vez que, utilizando-o, o operador, em um determinado momento, fala; e, noutro, ouve o que o seu interlocutor tem a dizer.

Fonte de alimentação - fornece energia para o funcionamento do transceptor fixo, mediante transformação da voltagem comercial de 110/220VAC para aquela requerida pelo equipamento, normalmente 12 VDC. Ela pode, também, manter a carga de uma bateria, cuja função seja alimentar o equipamento no caso de falta da energia comercial.

O alto-falante - transforma os impulsos elétricos que chegam ao receptor em sinais sonoros, normalmente, de voz; a fim de que o operador possa ouvir as mensagens transmitidas por outras estações.

 

Rádio portátil: Equipamento, de tamanho e peso reduzido, de porte individual, alimentado por fonte própria de energia, normalmente através de bateria recarregável.

É estação dotada de grande mobilidade, transportada individualmente pelo próprio operador durante o serviço, para qualquer lugar onde desse equipamento possa necessitar. Para recarregar a bateria é utilizado carregador próprio, ligado à energia comercial de 110/220 VAC.


O OPERADOR

Na comunicação-rádio é o operador, por sua voz, que empresta expressão e significância às chamadas e à transmissão das mensagens. Por isso mesmo, sobre ele debruça-se a responsabilidade de sua correta condução e a estrita obediência aos seus princípios básicos.

 

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement