Página Inicial arrow Documentos Pessoais arrow Itens de segurança da nova CNH
Quarta-feira - 01 de Outubro de 2014

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase6.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

Grupo Vip
Pro Security
JSEG Vigilância
Terras de Gênova
Wall Service
FL Terceirização
Condomínio em Foco
Full
Porto Service
Leão Serviços
QAP Segurança
Good Clean
Méthodo Gestão Educacional
Comunicação Juridica
Life Condomínios
Seguridade
NR Service
ATS Terceirização
Avitran
Grupo Padrão
Método Lordello de Treinamento em Segurança
ASC Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Grupo Titanium
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Top Clean
Crimes & Acidentes
Grupo GP
Lordello Consultoria
Protecães

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
Itens de segurança da nova CNH Email
Muitas pessoas ficam apavoradas quando perdem seus documentos pessoais. A preocupação tem sentido, pois os marginais podem usar essa documentação adulterada (normalmente trocando a foto) para praticar crimes ou até mesmo ser preso em seu nome.

Na carreira de Delegado de Polícia me deparei com várias situações onde a pessoa foi buscar a segunda via de seu RG e foi surpreendida com um mandado de prisão em seu nome. O leitor deve conhecer pessoas que foram fazer compras com cartão de crédito e ficaram sabendo que estavam devendo na praça, volumosa quantia em dinheiro, contraída por estelionatários que falsificaram os documentos da vitima, abrindo conta em banco e requerendo talões de cheque e cartões magnéticos.

Esse problema pode ser minorado no momento em que o amigo leitor leva na carteira apenas os documentos necessários e somente um cartão de credito e outro de banco. O excesso de documentos e cartões magnéticos facilita o "trabalho" criminoso dos marginais, conhecidos por "171".

Há poucos anos a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) conta com novo formato para garantir maior segurança do portador. A antiga CNH não era considerada um documento de identificação, pois carecia de foto e outras informações complementares capazes de individualizar o motorista. A ausência da foto era suprida com a apresentação da Cédula de Identidade e limitava a CNH apenas na esfera da habilitação de veículos automotores. Com as modificações implementadas, a nova CNH passou a ser um autentico documento de identificação e contem sistemas de segurança que visam dificultar a falsificação. Senão Vejamos:

1) Foto do motorista: colorida  e impressa por sistema de não impacto, sem relevo, com alta definição. No fundo da fotografia a imagem do portador é mesclada por meio de "scanner" onde se pode ler a expressão "Carteira Nacional de habilitação".

2) Impressão de dados do Motorista: não é feita por impressão de impacto, ou seja, não  é sentida pelo tato e é efetuada em duas cores: preto e vermelho.

3) Delacrome: é uma película plástica existente em uma única face da CNH que protege os dados impressos.

4) Fios em Negrito: presentes na tarja lateral da face frontal da CNH e inseridos em relevo e desta forma passíveis de verificação a olho nu ou tato.

5) Talho-Doce Positivo: impressão em relevo em vários pontos da CNH, dentro os quais o Brasão da Republica e no texto "Republica Federativa do Brasil".

 

É de se lembrar que é proibida a plastificarão da Carteira de habilitação e o leitor só poderá tê-la  quando o exame médico vencer ou no caso de perda, furto ou roubo de sua antiga habilitação. 

O leitor se recorda da antiga CNH, aquela que não constava à fotografia do motorista?

Muitos crimes foram perpetuados em virtude dessa e de outras falhas, pois aquele documento continha pouquíssimos itens de segurança e por esse motivo era facilmente adulterado.

A nova habilitação apresenta várias modificações visando maior segurança como apontamos acima. Vale à pena apresentar outros itens que dificultaram a ação dos falsificadores e estelionatários:

1) Foi incluído um terceiro código numérico de validação.

2) O papel de que é confeccionada, apresenta marca d água impressa com a imagem da bandeira do Brasil e o logotipo do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

3) Outro item de segurança importante é a faixa holográfica bidimensional, parecida com a existente na nota de vinte reais.

4) Parte da impressão da nova CNH terá uma tinta especial que provoca relevo, conhecida por calcografia.

 

É de se lembrar que a troca imediata não é obrigatória, devendo ocorrer na data de vencimento de sua habilitação. Por outro lado, se o motorista desejar possuir o novo modelo de CNH, poderá fazê-lo.

Aproveitando o ensejo, é importante o leitor saber que a legislação de trânsito permite que o motorista dirija veículos automotores portando apenas a Carteira Nacional de Habilitação com foto, não necessitando carregar a Cédula de Identidade. O embarque em vôos nacionais também pode ser feito mediante a apresentação da CNH com foto.

É de se frisar ainda, que consta na Carteira de Habilitação o número da Cédula de Identidade e do CPF, e que ela não pode ser plastificada, sob pena de ser apreendida pela polícia.

Image 

 

< Anterior   Próximo >
AdvertisementAdvertisementAdvertisement