Página Inicial arrow Contratação de Funcionário Doméstico arrow Casos policiais recentes que comprovam a participação de funcionários nas invasões à prédios
Domingo - 22 de Setembro de 2019

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

Full
Grupo Titanium
FL Terceirização
Protecães
Crimes & Acidentes
ATS Terceirização
Terras de Gênova
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Wall Service
NR Service
Lordello Consultoria
Comunicação Juridica
Grupo Vip
JSEG Vigilância
Seguridade
Porto Service
ASC Service
Condomínio em Foco
Life Condomínios
Leão Serviços
Good Clean
Grupo Padrão
Méthodo Gestão Educacional
Top Clean
Grupo GP
Pro Security
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Avitran
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
QAP Segurança

Quem está On-line

Nós temos 2 visitantes online
Casos policiais recentes que comprovam a participação de funcionários nas invasões à prédios Email
Dado alarmante: 66% dos casos recentes de arrastão têm participação de funcionários

Manobrista é preso por ajudar em roubo a prédio nos Jardins
O Estado de São Paulo - 05.08.2005
Rita Magalhães

Foi o manobrista Paulo Ricardo Oliveira Pereira, de 29 anos, quem abriu os portões para a entrada de dez assaltantes no Condomínio Paulista Plaza The Office, na Alameda Santos, Jardins, na madrugada de 18 de julho. Os ladrões invadiram 12 das 100 salas e fugiram levando R$ 75 mil em equipamentos eletroeletrônicos - TVs, filmadoras, projetores e scanners - e material de escritório.
O envolvimento do manobrista no arrastão do prédio comercial não surpreendeu a polícia. De nove assaltos a condomínios registrados na 2ª Seccional-Sul, foi à sexta ocorrência esclarecida no qual houve participação de funcionários. As investigações revelaram que Paulo Ricardo foi convencido a facilitar a entrada do bando no prédio pelo vizinho Severino José Pereira, de 22 anos, o Nem, apontado como líder do grupo.
Os dois e Gilberto Arcanjo Soares dos Santos, de 29, foram presos nos últimos cinco dias. Outros comparsas foram identificados: o taxista Édison da Silva, que entrou na garagem com três ladrões, e Marcos Roberto Alves, de 30, dono de um dos carros usados na ação. O delegado Marco Antônio Manfrin encaminharia ontem à Justiça o pedido de prisão preventiva dos cinco sob acusação de roubo qualificado e formação de quadrilha.
Imagens do circuito interno de segurança do prédio e de três edifícios vizinhos foram fundamentais para a solução do crime. As imagens captadas por 32 câmeras mostram quando os ladrões chegam e dão um sinal de luz para o manobrista abrir o portão. Também registram que o manobrista e um porteiro demoraram mais de uma hora e meia após a fuga do bando para acionar o botão de pânico e a Polícia Militar.
Diligências no entorno do prédio identificaram a placa do Gol cinza usado por Santos, que ficou do lado de fora dando cobertura aos ladrões. Ele foi o primeiro a ser preso e indicou o envolvimento de Paulo Ricardo.
Sem antecedentes criminais, o manobrista confessou a participação no crime. Afirmou que conhecia dois dos ladrões.

....................................
 

Bando põe empregada em casa
O Estado de São Paulo - 30.04.2005

Desta vez a quadrilha pos uma empregada na casa que pretendia roubar. Ela passou informações sobre o patrão, que seria um contrabandista oriental. O roubo iria ser feito, quando nenhum dos moradores estivesse em casa, o plano era entrar quando só estivem a empregada que fornecera as informações e outro funcionário da casa.

....................................

 

Porteiro planejou assalto à prédio no Morumbi
O Estado de São Paulo - 03.02.2003

O porteiro Cristiano Vitorino Moura, de 27 anos, planejou o roubo ao Edifício Patrícia, no Morumbi e facilitou a entrada de 15 assaltantes no condomínio de luxo. Segundo a Polícia Civil, Moura que trabalhava no prédio havia 1 ano, confessou a participação no rime e delatou dois integrantes do bando. Ele teve a prisão de 5 dias decretada pela Justiça. O assalto aconteceu, segunda feira à noite, na Avenida Giovanni Gronchi, 5394. No dia do assalto, Moura, que trabalhava na portaria social, mudou de posto e ficou na portaria da garagem, conforme havia combinado com os ladrões. De posso do controle remoto, abriu o portão eletrônico para a entrada de uma Zafira, onde havia 6 homens com metralhadoras e pistolas. Um ladrão saiu com a Zafira e voltou minutos depois com mais 6 homens. Em seguida outros 3 entraram a pé no prédio. O alvo do bando era o apartamento de um médico. Os ladrões agrediram a vitima com coronhadas, roubaram jóias, relógios, dinheiro e computadores. Ao depor ontem no 89 DP, Moura caiu em contradições e confessou o crime. Ele deu o nome dos parceiros Luiz Carlos Rodrigues, de 33 anos, e André Luiz Medeiros Castro, de 23.

....................................

 

Ex-jardineiro assalta apartamento no prédio em que trabalhava, fere empresário e é preso
Folha On Line - 15.01.2003

Policiais civis prenderam na madrugada desta quinta-feira dois acusados de assaltar e ferir um empresário português, na última segunda-feira, no Leblon, zona sul do Rio.
Allan Jones Alcântara Detoni, 21, e seu primo Wexley Detoni da Silva, 24, foram presos por policiais do 14º Distrito Policial (Leblon) em Duque de Caxias (Baixada Fluminense). Eles vão responder pelos crimes de roubo e tentativa de homicídio.
O assalto ocorreu na casa do empresário, de 46 anos. Ele foi esfaqueado no pescoço e baleado de raspão na testa. Os assaltantes levaram uma moto R$ 40, um aparelho celular e três relógios. No apartamento, a polícia encontrou um estilete quebrado e uma faca utilizados pelos criminosos.
Segundo a Secretaria da Segurança Pública, Allan havia sido reconhecido pelo empresário, pois trabalhava como jardineiro do prédio.
A Polícia Civil afirma que um terceiro envolvido no caso está foragido. O rapaz é acusado de fornecer a arma usada no assalto.

....................................

 

Ex-empregado atirou em dono de padaria
O Estado de São Paulo - 03.03.2003

Um funcionário e dois ex-empregados planejaram o assalto á padaria Italianinha, uma das mais tradicionais de São Paulo, localizada na Bela Vista”. No dia do crime, 19 de fevereiro, o dono da padaria, Wilson Franciulli Junior, de 41 anos, foi assassinado. Luis Regilone Severino Silva, de 25 anos, matou a tiros o ex-patrao. Ele e os parceiros. Segundo o Delegado Titular do 5 DP, Gilmar Camargo Bessa, o comerciante pode ter sido morte por ter reconhecido os criminosos.

....................................

 

Falsa doméstica condenada por homicídio é presa
O Estado de São Paulo - 17.04.1998

Maria Angélica Conceição Santos Silva, de 37 anos, apontada pela policia como uma das 10 maiores ladras de São Paulo foi presa anteontem à tarde na Cidade Deus, em Osasco. Condenada há 21 anos por roubos e furtos, Maria Angélica usava três nomes falsos e trabalhava no Maximo 3 dias em casas e apartamentos. Depois, fugia levando jóias dinheiro e roupas. A falsa domestica foi indiciada em 20 inquéritos policiais instaurados ontem, todos pos furto, depois de reconhecida por pessoas que lhe deram emprego. Ela procurava porteiros e zeladores de edifícios em bairros como jardins, Ibirapuera, pinheiros, vila madalena e vila Mariana, para pedir emprego. Dizia que precisava trabalhar, pois tinha três filhos e o marido estava desempregado. Nos últimos 8 meses, Maria Angélica empregou-se em 20 apartamentos. Sua ficha criminal mede mais de 6 metros, Consta que praticou seu primeiro crime em 1988, quando assaltou e matou Fortunes Douer Galante, mas fugiu da prisão.

....................................

 

Policiais prenderam um dos acusados do assalto à casa de Renato Aragão
O Estado de São Paulo - 27.10.1989

A policial prendeu um dos 13 assaltantes que invadiram a casa do humorista Renato Aragão. O homem, cujo nome não foi revelado, é um ex-policial e já havia integrado a equipe de segurança do humorista

....................................

 

Presa mulher acusada de assaltar prédios
O Estado de São Paulo - 16.02.2000

Policiais civis prenderam ontem Maria Amélia da Silva Cunha, de 39 anos acusada de pertencer a uma quadrilha especializada em assaltos a prédios de classe media. A acusada usava documentos falsos com o nome de Sueli Oliveira Lima e se apresentava como domestica, nas portarias dos predios procurando emprego.

....................................

 

Presos 5 ladrões que roubaram Adriane Galisteu
O Estado de São Paulo - 21.10.1999

Foi presa ontem no município de Embu, parte da quadrilha que assaltou o apartamento da modelo e apresentadora Adriane Galisteu, nos Jardins. Um dos integrantes do grupo é Giselia Ribeiro dos Anjos, de 28 anos, que trabalhou como empregada domestica na casa de Adriane durante um ano e meio. O marido da ladra é que planejou o assalto.

 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement