Página Inicial arrow Evitando Acidentes arrow Normas técnicas para venda de capacetes
Quinta-feira - 13 de Agosto de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase7.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Méthodo Gestão Educacional
Condomínio em Foco
Crimes & Acidentes
Terras de Gênova
Good Clean
Pro Security
Lordello Consultoria
Life Condomínios
Porto Service
Seguridade
Full
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Comunicação Juridica
ASC Service
Grupo Vip
Leão Serviços
Grupo Padrão
Top Clean
JSEG Vigilância
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Avitran
Protecães
NR Service
FL Terceirização
ATS Terceirização
Grupo GP
QAP Segurança
Grupo Titanium

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
Normas técnicas para venda de capacetes Email
O Brasil acaba de bater mais um recorde mundial, é o país onde morrem mais motociclistas em acidentes de trânsito. O que fazer para mudar essa situação?

Normas técnicas para venda de capacetes O uso correto de capacete é uma boa maneira para diminuir o número de vítimas fatais. O trânsito cada vez mais intenso nas cidades brasileiras tornou imprescindível o trabalho dos moto boys. A partir de uma resolução do Contran, foi publicada pela ABNT a norma NBR 7471/2001, que especifica os requisitos de construção e desempenho, os métodos de ensaio e os requisitos de rotulagem dos capacetes de proteção para motociclistas e similares.

Os capacetes têm a função primária de minimizar o risco de ferimentos na cabeça de condutores e passageiros de ciclomotores, scooters, motocicletas, triciclos e quadriciclos motorizados, em condições normais de tráfego, e devem atender a uma série de requisitos, em especial quanto a sua degradação em função do tempo, em especial quanto ao ressecamento do casco, danos nas viseiras e desgaste no sistema de retenção.

Em casos de acidentes de trânsito envolvendo motociclistas, é importante a preservação do local e a apreensão do capacete, para que os peritos avaliem se o tamanho e o modelo eram adequados, bem como o estado da cinta quanto à fixação, viseira ou dos óculos, quanto à riscos, opacidade e transparência da luminosidade.

De acordo com a norma acima mencionada, todo capacete colocado à venda deve acompanhar as seguintes informações:

a) Instruções para a aquisição do capacete.

b) Instruções para o uso do capacete.

c) Instruções para o uso correto do sistema de retenção.

d) Instruções para conservação e limpeza do capacete.

e) Instruções sobre a necessidade do uso de óculos de proteção no caso do capacete não apresentar viseira.

f) Instruções sobre acessórios: pala, queixeira e outros de uso opcional.

g) Instruções sobre o prazo de validade do produto.

h) Orientar o comprador de que o capacete protege apenas contra pequenos objetos (lama, pedriscos, etc.), não sendo efetivo na proteção total nos casos de impacto ou queda.


Para melhorar a segurança, o Conselho Nacional de Trânsito aprovou a Resolução 231, que obriga o uso de placas com películas refletoras, para motocicletas, motonetas, ciclomotores e triciclos, sendo obrigatórias, ainda este ano, para os veículos disponíveis para locação. O prazo para a substituição da nova placa dos moto boys é dia 1º de agosto de 2007.

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement