Página Inicial arrow Acidentes Domésticos arrow Dicas para evitar incêndios domésticos
Quarta-feira - 22 de Janeiro de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase1.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Méthodo Gestão Educacional
Pro Security
Top Clean
Terras de Gênova
Wall Service
Leão Serviços
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Avitran
Good Clean
Crimes & Acidentes
QAP Segurança
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Protecães
JSEG Vigilância
Porto Service
Comunicação Juridica
Full
Seguridade
Condomínio em Foco
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Titanium
Grupo GP
ATS Terceirização
NR Service
ASC Service
Grupo Padrão
Grupo Vip
Life Condomínios
FL Terceirização
Lordello Consultoria

Quem está On-line

Dicas para evitar incêndios domésticos Email
Trabalhei por quase 10 anos consecutivos em Plantões Policiais, na função de Delegado e devo confessar que não foi nada fácil visitar locais de crimes em residências e empresas que foram destruídos pelo fogo. Cabe ao Delegado de Polícia investigar as causas do incêndio e principalmente saber se teve origem criminosa ou se o fogo foi provocado em razão de acidente doméstico. Muitas mortes ocorrem anualmente por causa de incêndios em lares. Muitas dessas perdas humanas e patrimoniais tiveram como origem o descuido de um familiar. O amigo leitor não deve imaginar que incêndios acontecem somente com os outros. Minha função nesta matéria é explicar algumas instruções básicas para agir, detectar e prevenir acidentes domésticos. Aqui estão algumas informações valiosas que você poderá utilizar no seu dia a dia:

1) Cigarros: Jamais brinque com fogo. Um cigarro mal apagado, jogado numa lixeira com papeis pode causar uma catástrofe. Coloque o cigarro apagado somente em um cinzeiro ou em uma caixa de areia. Cuidado com os fósforos. Apague-os na água, antes de jogá-los fora. Não fume na cama ou quando estiver com sono. Mantenha fósforos e isqueiros longe do alcance das crianças.

2) Evite usar espiriteira, pois sua utilização é insegura.

3) Nunca apóie velas sobre caixas de fósforos, nem sobre materiais combustíveis.

4) Não deixe cortinas compridas ou tapetes sobre fios elétricos.

5) Muitos incêndios foram iniciados, pois o ferro de passar roupa, após o uso, foi esquecido ligado.

6) Não limpe o piso de sua casa com gasolina ou solventes. Lembre-se que os vapores com o ar formam misturas explosivas.

7) Se possível coloque seu botijão de gás fora de casa. É importante fechar o registro do gás, quando não estiver utilizando o fogão. É de se frisar, que normalmente os vazamentos ocorrem depois do regulador de pressão e desta forma, o botijão nem sempre é o culpado. Geralmente a explosão não é do botijão e sim da mistura do gás com o ar, que queima numa fração de segundos, causando a explosão. Se o amigo leitor chegar a casa e sentir cheiro de gás, não acenda a luz, pois isso pode ocasionar uma imediata explosão.

8) Jamais deixe o que está cozinhando sem supervisão.

9) Nunca coloque papel alumínio ou algum metal dentro do forno de microondas.

10) Lembre-se que a distancia ideal do aquecedor para qualquer objeto incendiário é de 1 metro.

11) A sobrecarga na instalação elétrica é uma das principais causas de incêndio. Se a corrente elétrica estiver acima do que à fiação suporta, ocorrerá superaquecimento dos fios, podendo dar inicio a um incêndio. Desta forma, não ligue mais de um aparelho por tomada. Não faca ligações elétricas provisórias, conhecidas vulgarmente por "gambiarras". Fios descascados quando encostam um no outro, provocam curto circuito e faíscas.

12) Chame um eletricista qualificado para executar ou reparar as instalações elétricas ou quando encontrar um dos seguintes problemas:
a) Constante abertura dos dispositivos de proteção (disjuntores);
b) Queima freqüente de fusíveis;
c) Aquecimento de fiação ou disjuntores;
d) Fiações expostas;
e) Lâmpadas incandescentes instaladas diretamente em torno de material combustível, pois elas liberam grande quantidade de calor;
f) Inexistência de aterramento adequado para as instalações e os equipamentos, tais como torneiras e chuveiros elétricos, ar condicionado etc. Evite aterrá-los em canos dágua.

Dr. Jorge Lordello
 

< Anterior
 AdvertisementAdvertisement