Página Inicial arrow Prédios e Condomínios arrow Nova metodologia para recepção de mercadorias e delivery em condomínios
Sábado - 21 de Maio de 2022

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase8.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

Comunicação Juridica
Crimes & Acidentes
Terras de Gênova
Condomínio em Foco
Método Lordello de Treinamento em Segurança
ATS Terceirização
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Titanium
Grupo GP
Méthodo Gestão Educacional
Good Clean
Lordello Consultoria
Grupo Vip
Full
Leão Serviços
Porto Service
NR Service
Avitran
ASC Service
Wall Service
QAP Segurança
Grupo Padrão
Protecães
JSEG Vigilância
Seguridade
FL Terceirização
Pro Security
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Life Condomínios
Top Clean

Quem está On-line

Nova metodologia para recepção de mercadorias e delivery em condomínios Email

 

Compras on line e pedidos via delivery se tornaram hábito de boa parte dos brasileiros. As chamadas compras à distância foram anabolizadas pelo coronavirus; e pelo jeito vieram para ficar.       

Mas será que as portarias dos prédios suportam receber tantas mercadorias ao longo do dia?

A verdade é uma só: com essa situação, o trabalho dos porteiros aumentou sobremaneira e na maioria dos condomínios eles têm que se virar do avesso para dar conta.

O resultado já era esperado; o interior das guaritas se tornou guarda objetos que ficam espalhados sem nenhuma sistematização ou cuidado, mesmo porque, o espaço, geralmente, é diminuto.

Em muitos prédios, parte das mercadorias recebidas são deixadas do lado de fora da guarita ou no salão de festas. Já aconteceram muitos casos de sumisso e extravio. 

Outro ponto a ser observado, é que para receber tantas mercadorias, muitas das quais não entram no passa volumes acoplado na alvenaria da guarita, porteiros passam a usar a porta blindada para efetivar o recebimento. O resultado é péssimo para a segurança! Pesquisei o assunto, por ser um evento que altera os procedimetos habituais, e foi de fácil constatação que, em muitos casos, a porta blindada, que deveria permanecer fechada e trancada o tempo todo, permanece aberta ou entreaberta, e quando é fechada, o porteiro não tranca com a chave.

O controle de recebimento dessas mercadorias, geralmente, é feito através de folha de papel na prancheta. Em alguns prédios, sequer esse controle existe, ou seja, terreno fértil para problemas. 

Estamos vivenciando a era do chamado “novo normal”, assim, condomínios precisam rapidamente se adaptar. A tendência das famílias é de ficar mais em seus apartamentos e usufruir as área de lazer e de uso comum. 

A conclusão é que porteiros não devem assumir a tarefa de receber e entregar mercadorias aos moradores, pois, para tando, deixam de zelar pela segurança da coletividade. 

O interior da guarita não pode se tornar depositório de mercadorias e compras realizadas pelos moradores. E aí surge pergunta fundamental: 

“Mas Lordello, como solucionar essa problemática?” 

A sugestão é mudar totalmente a forma de receber mercadorias, conforme enumero abaixo o passo a passo: 

1) Com a chegada de entregador na portaria do prédio, o porteiro deve interfonar para a respectiva unidade e avisar morador ou empregado doméstico para descer e fazer a retirada diretamente com o motoboy; 

2) Se ninguém estiver no apartamento, caberá ao zelador, o porteiro, mediante Rádio Transmissor ou Celular, deve entrar, inicialmente, em contato com o Zelador e solicitar que alguém faça a retirada da mercadoria na portaria, normalmente, essa tarefa é assumida pelo auxiliar de limpeza ou manutencista. 

3) Na impossibilidade de retirada de mercadoria por funcionários do condomínio designados para essa finalidade, deverá o porteiro solicitar ao entregador que retorne em outro horário; 

4) A mercadoria recebida não pode ser deixada no interior da guarita, pois esse processo tira atenção dos porteiros em relação à segurança. O síndico precisa comprar móvel específico para guardar objetos. Cada compartimento deve ter número específico e ser aberto com a respectiva chave ou código eletrônico. Alguns prédios têm destinado sala pequena somente para essa finalidade. Os condomínios que não dispõe dessa facilidade, devem encontrar algum local para instalação do Guarda Objeto, que deve ser equipado com câmera de segurança direcionada nessa localidade; 

   

  

5) Após o recebimento da mercadoria e guarda no local acima mencionado, o zelador deverá lançar o recebimento em programa específico de computador para controle de entrada e saída de mercadorias; 

6) O próximo passo é avisar o morador da chegada do produto encomendado. Essa comunicação poderá ser feita através de e-mail, whatsapp ou app de condomínio; 

7) Retirada pelo morador da mercadoria no Guarda Volume ou sala específica, conforme mencionado acima.

Com essa estratégia, os porteiros poderão focar atenção na segurança da coletividade e acompanhar todo esse processo através das imagens das câmeras de segurança no monitor constante no interior da portaria.

O ideal é que o computador de uso dos porteiros seja abastecido com todos os registros lançados pelo zelador, pois, assim,  em sua ausência poderão dar apoio com informações precisas aos moradores.

Vale ressaltar, que prédios com muitas unidades e/ou várias torres, estão contratando funcionário específico para realizar o controle de recebimento e entrega de mercadorias, tendo em vista que o volume, atualmente, aumentou  bastante e o zelador ou gerente predial não tem dado conta de mais essa atividade.

Esse é o legado do chamado “novo normal”, que, parece, veio para ficar. 

 

Image 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement