Página Inicial arrow Equipamentos que Protegem arrow Na área de segurança, quem contrata errado paga duas vezes e corre risco desnecessário
Segunda-feira - 15 de Agosto de 2022

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase3.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

Seguridade
Lordello Consultoria
NR Service
ATS Terceirização
Grupo Padrão
Grupo Vip
Leão Serviços
Porto Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Méthodo Gestão Educacional
Comunicação Juridica
Wall Service
Top Clean
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Titanium
Avitran
JSEG Vigilância
Crimes & Acidentes
FL Terceirização
QAP Segurança
Pro Security
Protecães
Condomínio em Foco
Terras de Gênova
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Good Clean
Grupo GP
Full
ASC Service
Life Condomínios

Quem está On-line

Na área de segurança, quem contrata errado paga duas vezes e corre risco desnecessário Email

 

Participei de uma palestra para moradores de um condomínio na cidade de Santo André/SP. Os participantes relataram estar frustrados e revoltados em virtude dos vários problemas apresentados pelo equipamento de controle eletrônico de entrada e saída de autos. 

No intervalo do evento fui à garagem do edifício; estava curioso para verificar a marca do tal aparelho. Para minha surpresa, era uma das melhores do mercado.

Constatei que o problema não era o equipamento e sim a empresa contratada que não soube fazer a instalação de forma profissional e de acordo com as indicações do fabricante.

Conversando em particular com o síndico, ficou claro que ele optou pelo preço mais baixo ao escolher a empresa para efetivar a instalação. Ele deveria ter buscado no mercado empresas indicadas, capacitadas e homologadas pelo fabricante.

  

Além de equipamento de boa qualidade, o administrador deve ter em mente que a contratação da empresa que fará a instalação dos aparelhos eletrônicos na área de segurança deve pautar pela qualidade, principalmente no quesito infraestrutura.

Recentemente, ao passar por uma rua do bairro de Perdizes/SP, observei erro crasso de instalação de equipamento sinalizador, que serve de complemento para controle de entrada e saída de autos.

O síndico, desejando facilitar o controle de entrada e saída de autos do condomínio, adquiriu aparelho conhecido por “semáforo”, que avisa o condutor/morador se a prioridade de entrar ou sair é ou não dele. Se a luz indicada for verde, o morador poderá acionar o controle remoto e entrar com seu auto. Mas se a luz indicativa for a vermelha, outro veículo está com a prioridade naquele momento, devendo ele, dessa forma, aguardar parado com seu carro ou dar a volta do quarteirão.

Peço que o leitor observe o local de instalação do “semáforo” nesse edifício: 

  

O “semáforo” foi instalado em local totalmente equivocado. O motorista/morador só conseguirá ver o equipamento quando embicar o carro na calçada. Se porventura a sinalização for vermelha, terá que dar ré. A prioridade será do auto que já está pronto para sair da garagem, pois o condutor acionou primeiro o controle remoto digital. Observe que o risco de abordagem criminosa aumentará sobremaneira pois o tempo de permanência dos dois autos será maior que o necessário.

Observe que essa rua é de mão única e o motorista não tem visão do “semáforo” antes de embicar o auto na calçada. 

  

Na foto abaixo apontei o local exato onde o “semáforo” deveria ter sido instalado para o condutor/morador ver as cores da maior distância possível e, assim, ter facilitada a decisão de diminuir a velocidade do auto enquanto o outro morador com a preferência deixe o prédio ou até mesmo dar a volta no quarteirão, se assim achar mais conveniente ou seguro. 

  

Portanto, antes de contratar empresa para instalação de equipamentos de segurança eletrônica e física para seu condomínio, loja ou empresa, atente para algumas orientações de suma importância:

  

-Quanto tempo está em atividade a empresa? Quantos funcionários possui? São registrados ou não?

-Solicite os seguintes documentos:  

*Cartão de CNPJ; 

*C.R.F. Certificado de Regularidade do FGTS vigente; 

*Certidão Conjunta Negativa de Débitos Relativos às Contribuições Previdenciárias e as de terceiros; 

*Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNTD) emitido pela Justiça do Trabalho; 

-Qual a formação dos proprietários ou gestores e capacitação técnica para trabalhar naquele ramo de atuação? 

-Solicite rol de clientes dos últimos 12 meses e pelo menos 3 contatos telefônicos para buscar opinião de quem se utilizou dos serviços da empresa;

-Qual prazo de garantia dos serviços prestados que a empresa oferece?  

-Procure saber a qualidade dos equipamentos que utilizam e qual a preocupação e expertise com a instalação e infraestrutura; 

-Antes de instalar os equipamentos, a empresa apresenta trabalho de análise de risco/consultoria de segurança com o intuito de levantar as fragilidades e apontar as melhores soluções? 

-A empresa realiza também serviço de manutenção corretiva e preventiva dos equipamentos que instala? 

-Por último, faça uma visita à sede da empresa. Procure conhecer a estrutura. Essa atitude é fundamental para saber se tem condições para atender suas exigências técnicas.

 

Dr. Jorge Lordello 

 

Próximo >
 AdvertisementAdvertisement