Página Inicial arrow Polícia arrow Policial morto em serviço e a hora do juízo final
Quinta-feira - 21 de Outubro de 2021

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase7.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Condomínio em Foco
Porto Service
Comunicação Juridica
NR Service
Seguridade
Good Clean
Grupo Vip
Life Condomínios
Grupo Padrão
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Méthodo Gestão Educacional
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Top Clean
Leão Serviços
Pro Security
Avitran
Grupo GP
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
FL Terceirização
Protecães
QAP Segurança
ATS Terceirização
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança

Quem está On-line

Nós temos 2 visitantes online
Policial morto em serviço e a hora do juízo final Email

 

Um policial com 17 anos de serviço foi alvejado durante uma perseguição e morreu ao dar entrada no pronto socorro. Ele deixou dois filhos e esposa.

O velório foi concorrido, policiais de toda região estiveram para dar o último adeus. Ao ter o primeiro contato com Deus, teve que responder duas perguntas:

"Foste fiel à Igreja? Deste a outra face ao inimigo?"

A resposta foi sincera e surpreendeu:

"Não senhor! Nós policiais não podemos ser só amor. Na maioria dos domingos eu estava de serviço e não pude ir à Igreja. Por vezes falei de modo impuro, fui violento, pois o trabalho policial é muito duro! Mas nunca peguei um centavo que não fosse meu. Enquanto as contas acumulavam, eu me dedicava a trabalhos extras e me ausentava da família. Perdoai-me Senhor, pois, às vezes, chorei a dor dos outros. Nunca me desejaram por perto a não ser em momentos de perigo. Reconheço que não mereço andar em vosso meio, mas se tiveres um lugar para mim, não necessita ser luxuoso, e se não, eu compreenderei".

Foi então que o silêncio tomou conta dos anjos e arcanjos e Deus falou:

"Teu corpo serviu com alma e coração, te fizeste escudo para teu próximo e arriscaste tua própria vida por pessoas que nem conhecias. Portanto, vai em paz para o Paraíso, pois o inferno já foi tua missão!".

Esse texto é de autor desconhecido, mas com certeza foi escrito por policial que passou por inúmeras agruras, risco de morte e até desespero durante a carreira.

Pouca gente sabe, mas o suicídio mata mais policiais do que o confronto armado com bandidos.

Muitos chamam policiais de “heróis” de forma populista, mas esquecem que profissionais de segurança pública não usam capas e nem possuem super poderes.

São seres humanos normais que escolheram a profissão policial, geralmente, por pura vocação, oriunda da época da juventude. Empunham armas de fogo 24h por dia e a tensão permanente provocada pela possibilidade de ter que entrar em ação a qualquer momento.

Só quem viveu essa realidade por muitos anos sabe das dificuldades a serem enfrentadas no cotidiano.

No domingo vai ao enterro de parceiro policial e no dia seguinte é escalado para mais um dia de trabalho. Pois a ronda e o plantão policial não podem parar...

 

Image 

 

Próximo >
 AdvertisementAdvertisement