Página Inicial arrow Polícia arrow Dica valiosa para desmascarar um mentiroso
Quinta-feira - 21 de Outubro de 2021

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase8.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Condomínio em Foco
Porto Service
Comunicação Juridica
NR Service
Seguridade
Good Clean
Grupo Vip
Life Condomínios
Grupo Padrão
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Leão Serviços
Pro Security
Avitran
Grupo GP
FL Terceirização
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Top Clean
Protecães
QAP Segurança
ATS Terceirização
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Méthodo Gestão Educacional

Quem está On-line

Dica valiosa para desmascarar um mentiroso Email

 

Três estudantes não fizeram um exame na faculdade porque não estudaram. Então, elaboraram o seguinte plano para evitar as consequências: sujaram-se com graxa, óleo e gasolina e foram ao professor:

"Mestre, pedimos desculpas; não pudemos vir ao exame pois estávamos num casamento. No caminho de volta o carro quebrou, por isso estamos tão sujos, como bem pode ver. Em razão dessa fatalidade, entendemos que temos direito de fazê-lo em outra data, pois, se não for assim, corremos o risco de não passar de ano”.

O professor, compreensivo, deu-lhes três dias para se prepararem. Eles estudaram muito nesse pequeno período, pois era a única chance de não serem reprovados. No dia, o professor colocou-os em salas separadas e aplicou a prova, que tinha apenas 4 perguntas:

1) Quem casou com quem?

2) Que horas o carro quebrou?

3) Onde exatamente o carro quebrou?

4) Qual é a marca do carro?

Regra para avaliação: se as respostas forem idênticas, estarão aprovados.

  

No direito penal brasileiro, diferentemente do direito americano, o averiguado pela prática de crime não é obrigado a dizer a verdade.

Mentir costuma ser estratégia de defesa para criminosos na tentativa de arquivar inquéritos policiais ou serem absolvidos em processos criminais.

Lembre-se que depois da primeira mentira, a verdade pode virar uma dúvida. Essa é a estratégia daquele que deseja sair impune de algo errado, criminoso e até antiético que praticou.

Para melhor esclarecer o leitor, em nosso processo legal a mentira acaba sendo tolerada porque dela não pode resultar nenhum prejuízo ao investigado ou acusado.

Isso me faz lembrar da música do Tim Maia, lançada em 1995, chamada “Vale Tudo”.

É bem por aí para os bandidos brasileiros, sejam os perversos e violentos como também para os de colarinho branco. A regra é o “Vale Tudo” para não ser punido; vale mentir à vontade e imputar responsabilidade a outrem; vale criticar quem investiga ou acusa, mesmo sabendo que estão agindo da forma legal; vale ficar quieto, quando não for interessante a verdade e esquivar-se da resposta a uma pergunta difícil; vale, também, esquecer de fatos recentes, alegando memória fraca ou que não se recorda de detalhes.

 “Vale Tudo” para os que têm caráter e índole duvidosa; só não vale dizer a verdade.

  

O curioso, é que esses falsos inocentes não conseguem transmitir o que chamo de “raiva do injustiçado”.

Muito pelo contrário, se colocam na defensiva ou tentam se colocar na posição de vítima, buscam se esquivar dos fatos apresentados e desqualificar as provas levantadas. Não demonstram contrariedade nem perplexibilidade com quem os acusa, pois sabem que infringiram as leis.

Já o injustiçado, demonstra em suas feições e reações a indignação do honesto, que não admite que sua reputação seja sequer arranhada por mentiras promovidas por acusadores maldosos ou inescrupulosos.

Portanto, para saber se alguém está dizendo a verdade contra acusação grave, não se preocupe muito em analisar sua fala, mas sim se o mesmo procura se defender a todo momento ou mostra-se raivoso com a mentira deslavada que lhe foi imputada.

 

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement