Página Inicial arrow Polícia arrow As inúmeras dificuldades durante a investigação policial
Quinta-feira - 21 de Outubro de 2021

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase8.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Condomínio em Foco
Porto Service
Comunicação Juridica
NR Service
Seguridade
Good Clean
Grupo Vip
Life Condomínios
Grupo Padrão
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Méthodo Gestão Educacional
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Leão Serviços
Pro Security
Avitran
Grupo GP
FL Terceirização
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Top Clean
Protecães
QAP Segurança
ATS Terceirização
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
As inúmeras dificuldades durante a investigação policial Email

 

  

Um lenhador sentiu falta de seu melhor machado e passou a suspeitar que o filho do vizinho o tivesse subtraído. Ele observou a maneira de andar do jovem – exatamente como a de um ladrão, pensou! Notou que as expressões do jovem eram idênticas as de um marginal pé de chinelo! A maneira de falar do jovem eram bem parecidas com a de um indivíduo com índole duvidosa!

Em resumo, todos os gestos e ações do rapaz o denunciavam claramente como culpado do sumiço da ferramenta de trabalho. Mais tarde, andando por um vale, o homem encontrou seu machado numa mata e lembrou-se de ali o ter deixado quando anteriormente estivera na montanha para cortar lenha.

No dia seguinte, cruzando de novo com o filho do vizinho, o lenhador observou-o com redobrada atenção, mas dessa observação todos os gestos, expressões, voz e ações do jovem lhe pareceram absolutamente normais. De fato, o rapaz não se comportava de modo algum como um ladrão.

Amigo leitor, a presente estorinha proporciona interessantes reflexões, principalmente quanto a atividade policial.

Ao entrevistar 5 pessoas que disseram ter visto um acidente de trânsito grave, poderemos obter 5 depoimentos completamente distintos. Não quer dizer que 4 pessoas mentiram.

  

O problema, é que testemunhas trazem interiormente experiências e vivências completamente diferentes, o que as fazem enxergar a realidade com lentes distintas.

Não podemos esquecer das vítimas, que estão tomadas por forte emoção e assim suas declarações também merecem um cuidado especial.

 

Já o marginal, ávido por não ficar preso, age como um bicho preso numa armadilha, ou seja, vai tentar de todas as maneiras escapulir e assim passa a exercer o direito de defesa com mentiras descaradas, geralmente negando os fatos e imputando erros na ação policial.

Restam as provas colhidas durante o inquérito policial, que após perícia técnica, ajudam sobremaneira o Delegado de Polícia a formar o quebra cabeça de apontar os verdadeiros autores e suas responsabilidades.

Portanto, caro leitor, não julgue o que vê antes de avaliar como vê.

 Dr. Jorge Lordello

 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement