Página Inicial arrow Protegendo-se das Fraudes arrow Comerciantes; cuidado com clientes que podem ser vigaristas
Domingo - 29 de Novembro de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase6.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

ASC Service
Life Condomínios
Protecães
Comunicação Juridica
Porto Service
Wall Service
JSEG Vigilância
Condomínio em Foco
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Vip
Pro Security
ATS Terceirização
Avitran
Seguridade
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Terras de Gênova
Leão Serviços
FL Terceirização
Crimes & Acidentes
Méthodo Gestão Educacional
Lordello Consultoria
Grupo Padrão
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Good Clean
NR Service
Grupo Titanium
QAP Segurança
Top Clean
Grupo GP

Quem está On-line

Comerciantes; cuidado com clientes que podem ser vigaristas Email

Um comerciante passou por situação constrangedora em sua loja e compartilhou comigo a infeliz experiência para que eu divulgasse e assim outros empresários seriam prevenidos a não entrar na mesma roubada:

Lordello, um homem educado e muito bem vestido entrou em meu comércio. Seu celular, top de linha, estava com a tela trincada e outros defeitos graves. O orçamento ficou em R$ 650,00, sendo que pedi R$200,00 de adiantamento para efetivar o serviço. O cliente afirmou que não teria problema, mas ao buscar a carteira no veículo percebeu que a havia esquecido no escritório. Pediu minha conta bancária e afirmou que iria fazer o depósito mais tarde. No final do expediente constatei que havia entrado em minha conta bancária um depósito de R$ 8 mil, mas ainda estava bloqueado. No dia seguinte, logo pela manhã, o cliente que havia deixado o smartphone para consertar ligou explicando que efetuara depósito trocado, ou seja, os R$ 200,00 foram para outro cliente e o valor maior para mim. Em seguida, pediu que eu fizesse depósito do valor a mais e que já descontasse o valor integral da despesa. Comentei que o valor ainda não havia caído na conta, pois estava bloqueado por 48 horas. O homem disse que precisava da quantia para saldar compra realizada; insistiu que eu efetuasse o depósito, que o celular dele seria a garantia. Expliquei que só tinha R$ 2 mil disponíveis naquele momento e ele salientou que já ajudaria bastante. Para finalizar, acabei realizando a transferência bancária. No dia seguinte verifiquei junto ao banco que os R$ 6 mil ainda estavam bloqueados e o tal cliente não atendeu mais minhas ligações telefônicas. Só aí percebi que havia sido vítima de golpista”.

Portanto, fica o alerta aos leitores. Jamais acreditem em depósitos bloqueados, pois podem ser feitos em máquinas de autoatendimento através de envelopes vazios ou até mesmo com cheques de contas encerradas.

Saldo bloqueado dependendo de liberação não é dinheiro, é somente uma possibilidade de entrada de recurso financeiro, que só se consumará quando ocorrer a devida liberação e entrar definitivamente em sua conta bancária.

 

Image 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement