Página Inicial arrow Seqüelas da Violência arrow O crime determina o preço dos produtos no varejo?
Sexta-feira - 28 de Janeiro de 2022

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase7.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

NR Service
Grupo Padrão
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Lordello Consultoria
Crimes & Acidentes
FL Terceirização
Grupo Vip
ATS Terceirização
Méthodo Gestão Educacional
Seguridade
Wall Service
Protecães
Porto Service
Avitran
JSEG Vigilância
ASC Service
Grupo Titanium
Full
Condomínio em Foco
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Top Clean
Good Clean
Comunicação Juridica
Terras de Gênova
Life Condomínios
Grupo GP
Pro Security
Leão Serviços
QAP Segurança

Quem está On-line

O crime determina o preço dos produtos no varejo? Email

Quando você entra numa loja e acha caro o produto que quer comprar, costuma colocar a culpa em quem?

a) Ganância do lojista

b) Imposto embutido no preço

c) Crise política

d) Desemprego

e) Criminalidade

Não sei qual resposta o leitor escolheu, mas precisa conhecer o resultado da pesquisa realizada recentemente pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que apontou os crimes violentos e os gastos com segurança privada como responsaveis por pelo menos R$ 130 bilhões das despesas praticadas anualmente por empresas brasileiras.

Essa montanha de dinheiro deveria ser direcionada para aumentar a produtividade, o que geraria inúmeros benefícios às pessoas e ao país, mas acontece exatamente o contrário, sua péssima destinação torna a mercadoria brasileira mais cara para o consumidor e menos competitiva para exportação.

O alto índice de violência no Brasil, considerado um dos maiores do mundo, gera implicações econômicas sérias, à medida que amedronta empresários interessados em instalar ou aumentar a produção em nosso país.

Custo das Empresas gerado pela Falta de Segurança

4,2% do faturamento anual de empresas não-agrícolas são usados para cobrir os custos com segurança e perdas com roubo e vandalismo.

Isso chama-se custo Brasil, que nada mais é que o gasto que a iniciativa privada é obrigada a fazer em virtude da incompetência do Estado em reduzir índices criminais e garantir a ordem pública.

RESULTADO CATASTRÓFICO PARA A INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Com quase 14 milhões de desempregados e, consequentemente, queda na renda familiar, a população passa a buscar alternativas no mercado informal, que é abastecido com cargas roubadas ou contrabandeadas.

CÍRCULO VICIOSO QUE FOMENTA O ROUBO DE CARGA

Pesquisa realizada pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística), em 2016, registrou aumento significativo no roubo à empresas que atuam com transportes de cargas, sendo que a região Sudeste deteve 85,76% dos casos.

São Paulo e Rio de Janeiro foram as cidades que mais contribuíram para o crescimento do índice.

CARGAS MAIS VISADAS

1) Produtos Alimentícios

2) Cigarros

3) Eletroeletrônicos

4) Produtos farmacêuticos

5) Produtos químicos

6) Auto peças

O LADRÃO ROUBA E NÓS PAGAMOS A CONTA

O presidente da Associação de Supermercados do Rio de Janeiro (Asserj), Fábio Queiroz, disse recentemente que o roubo de carga tem provocado prejuízos e custos que geram repasse de até 20% nos preços de alguns produtos vendidos no varejo.

A conclusão é uma só: de alguma maneira, todos nós somos vítimas da criminalidade, independente se envolvido ou não em ocorrência policial.       

A primeira pessoa a ser prejudicada, é aquela que foi abordada por marginais e de alguma forma teve bens próprios ou da empresa subtraídos. Mas essa é uma análise superficial. O efeito desastroso ocorre em cadeia; o reflexo gerado pela violência urbana é grandioso. Na área financeira, o prejuízo vai direto para o bolso de cada brasileiro, que paga mais caro pelos produtos e serviços por causa da bandidagem.

 

Image 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement