Página Inicial arrow Internet arrow Você já repassou corrente recebida pelo WHATSAPP para seus contatos? Quer conhecer os perigos?
Quinta-feira - 21 de Outubro de 2021

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase4.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Condomínio em Foco
Porto Service
Comunicação Juridica
NR Service
Seguridade
Good Clean
Grupo Vip
Life Condomínios
Grupo Padrão
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Méthodo Gestão Educacional
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Leão Serviços
Pro Security
Avitran
Grupo GP
FL Terceirização
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Top Clean
Protecães
QAP Segurança
ATS Terceirização
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
Você já repassou corrente recebida pelo WHATSAPP para seus contatos? Quer conhecer os perigos? Email

Tenho absoluta certeza que você já recebeu pelo whatsapp ou por e- mail algum tipo de “corrente”.

 Você passou para frente como o mandatário solicitou?

E as mensagens nas quais em letras garrafais consta a palavra “Bomba”.

Você por acaso replicou para seus contatos da internet?

Se respondeu de forma afirmativa, tenho uma péssima notícia: você foi usado para facilitar que hackers disseminassem notícias falsas com alto potencial de prejudicar muita gente .

É comum se receber mensagens religiosas bonitas e sentimentais, que solicitam, ao final, resposta com a palavra “amém” e repasse para os melhores amigos, pois assim algo maravilhoso vai acontecer. Todas essas armadilhas digitais rondam, diariamente, smartphones, tablets e computadores.

Recebo de gente conhecida muitas dessas “correntes” . Na última semana resolvi ligar para algumas delas para saber o motivo que replicam esse tipo de mensagens. A maioria diz que se tornou automático esse tipo de atitude e que ficaram preocupadas quando ventilei sobre o risco de golpe.

Portanto, algumas dicas de segurança são importantes:

a)    Desconfie de mensagens que tragam presentes ou a possibilidade de ganhar alguma coisa, mesmo se o remetente for de produto conhecido no mercado; as grandes empresas não utilizam essa forma de divulgação.

 b)   Se o texto começar dizendo “Não querem que você saiba...” ou “Descobrimos a farsa...”, pode ter certeza que é malandragem na certa.

 c)    Atenção máxima com notícias sensacionalistas, catastróficas ou com finalidade de denunciar alguma coisa sobre alguém conhecido. A probabilidade de ser informação mentirosa é de 99.9%

 d)   Cuidado com informações sobre segurança de remetente que você não conhece e que na verdade não existe mesmo. A principal arapuca fala da famigerada “senha invertida”, que vítimas de sequestro relâmpago deveriam digitar no caixa eletrônica, pois a central da polícia receberia imediato alarme. Isso é inverídico e se alguém usar tal estratégia aumentará o risco de morte, pois o bandido poderá imaginar que quer enganá-lo de alguma forma.

 e)    Se receber alguma informação sobre saúde, não repasse adiante antes de consultar na internet a veracidade. A pior delas traz dicas de como salvar quem estiver enfartando. Consultei médico cardiologista que me garantiu que as informações que estavam circulando pioravam ainda mais o quadro clinico, podendo levar a pessoa à morte.

 f)     Se desejar confirmar qualquer informação recebida pela internet, copie trecho e cole na pesquisa google. É muito provável que seja redirecionado para os sites boatos.org,  verdadeabsoluta.com e e-farsas.com, que são especialistas em divulgar se tais correntes ou mensagens têm fontes honestas ou se são criminosas.

 

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement