Página Inicial arrow Polícia arrow Porte de arma de fogo à paisana, riscos, perigos e cautelas recomendadas
Quinta-feira - 21 de Outubro de 2021

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Terras de Gênova
Crimes & Acidentes
Condomínio em Foco
Porto Service
Comunicação Juridica
NR Service
Seguridade
Good Clean
Grupo Vip
Life Condomínios
Grupo Padrão
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Méthodo Gestão Educacional
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Leão Serviços
Pro Security
Avitran
Grupo GP
Wall Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
FL Terceirização
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Top Clean
Protecães
QAP Segurança
ATS Terceirização

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
Porte de arma de fogo à paisana, riscos, perigos e cautelas recomendadas Email

Em meu trabalho de pesquisa criminal, no que tange ao crime de assalto à mão armada, ficou claro o receio da maioria dos bandidos de que sua vítima seja um policial à paisana. Tanto é, que antes de solicitar os bens a serem subtraídos, fazem a seguinte pergunta:
“Você é policial?”
Logo em seguida, passam a revistar em busca de arma de fogo. Se encontrarem, a possibilidade de o policial ser assassinado é grande.
Só para que o leitor tenha dimensão da real gravidade do problema, muitas vítimas que foram confundidas com policiais acabaram sendo mortas friamente, sem sequer ter reagido.
Um desses casos aconteceu em set/2016. O assessor da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) Roberval AndradeNucci, de 47 anos, estava em uma moto acompanhado pela esposa. O casal estava indo viajar para o Chile, às 6h10, quando foram abordados entre a rua Tito e a Francisco Alves, Lapa/SP. Os criminosos confundiram um porta-documentos na perna do motociclista com um coldre, que guarda armas, e passaram a acreditar que ele era um policial.  
Naquele momento o assalto foi suspenso e entrou em cena o homicídio.
Roberval foi morto com um tiro na cabeça, sendo que nada foi subtraído. Sua esposa apelou ao meliante para que não atirasse. Desesperada, explicou que ele não era policial, mas não obteve êxito.
Além dos policiais, outras categorias podem portar armas de fogo no cotidiano. Como exemplo, os juízes, promotores, vigilantes e os colecionadores, que em muitas situações transportam armas.   
Outro fato relevante, é que se porventura um marginal perceber que alguém está armado, o risco de querer subtrair o armamento é por demais elevado.
Portanto, todos as pessoas que por algum motivo, legal ou até mesmo ilegal(sem a documentação pertinente), portarem arma de fogo no cotidiano, correm risco de morte, principalmente se o armamento estiver de alguma forma aparente.
Neste momento surge uma pergunta muito pertinente:
É fácil portar arma de fogo sem que as pessoas ao redor percebam?
A resposta é terminantemente não, principalmente em dias quentes, onde é normal se usar roupas mais leves.
Armas não devem ser levadas em pastas ou dentro de pochetes ou mochilas. O revólver ou pistola deve ser portado de forma camuflada, junto ao corpo e em posição que seja fácil o saque em caso de necessidade.
É por esse motivo que quem porta arma de fogo deve ser muito mais previdente, ou seja, antever situações de risco para não ser surpreendido pelo marginal com o armamento ainda no coldre.
A primeira conclusão, é que o tamanho da arma e sua portabilidade velada são fatores importantíssimos para a segurança do agente.
Na década de 90, recordo-me que um amigo comerciante resolveu comprar arma de fogo e em seguida deu entrada no porte, o que, à época, lhe foi conferido. Sua intenção era portá-la em seu comércio, que já havia sido assalto duas vezes e quando levasse o dinheiro arrecada até a agência bancária. O problema é que adquiriu uma pistola Taurus calibre 380, com capacidade de 15 tiros, que era extremamente pesada e volumosa. O comerciante estava feliz e confiante com a aquisição, mas tive que fazer a seguinte pergunta, que o deixou preocupado:
“Como você pretende portar essa arma grande no dia a dia?”.
Inicialmente, veio o silêncio. Em seguida, ele enfiou a pistola dentro da calça, de forma lateral, ficando o cabo na parte de fora, que ele cobriu com a camisa. Aparentemente, não dava para perceber que estava armado. Ato contínuo, pedi para sentar ou se abaixar. Ao realizar tais movimentos, a pistola Taurus foi lançada ao chão.
Rapidamente, ele pegou o armamento e inseriu nas costas, junto a calça. Não tive dúvida, solicitei que ele entrasse no carro. Ao tentar, percebeu que a arma iria pular fora e aí a tirou com a mão direita e entrou no carro. Ficou claro que qualquer pessoa que passasse no local perceberia que estava armado.
Assim, a primeira conclusão é que o armamento para uso diário e à paisana, deve ser pequeno e o porte deve ocorrer de forma natural, como se fosse extensão do corpo, sem incômodo e sempre camuflado.
Mas quais os pontos negativos em se portar arma de menor tamanho?
1) Baixa precisão de disparo, pois o cano é pequeno.
2) Reduzida capacidade de munição, ou seja, o agente terá poucos tiros para tentar se safar do problema e deter o criminoso, podendo ter desvantagem no embate.
Ao escolher arma para portar, tenha em mente dois requisitos fundamentais:
I) O uso deve ser confortável
II) Facilidade na acessibilidade, pois um, dois ou três segundos a mais pode ser a distância entre a vida e a morte
Qual a vantagem das armas com canos maiores ou longos?
Quanto maior o cano, o armamento reage da seguinte maneira:
a) O projetil é disparado com mais precisão
b) Aproveitamento elevado da potência da munição usada, acarretando assim maior transferência de energia do impacto do tiro no alvo a ser atingido
Mas a atenção com o tamanho da arma para porte diário é apenas um dos requisitos importantes para a segurança do agente. Outros fatores devem ser avaliados e colocados em prática, tais como:
-Treinamento constante em stand de tiro
-Manutenção periódica da arma de fogo e inclusive lubrificação
-Utilização de munição original e jamais recarregada, devendo ainda ficar atento ao prazo de validade indicado pelo fabricante

CONCLUSÃO
De nada adianta adquirir a arma correta, portá-la de maneira segura, usar munição original, ser expert em tiro, se não antever o perigo.
É preciso enxergar a fumaça antes do fogo.
Já reparou como os animais são ariscos? Sempre tive a impressão que a maioria têm olhos atrás da cabeça. Na verdade, os bichos reagem a qualquer movimento ou detalhe, por menor que seja, em razão do instinto de sobrevivência.
A mesma acuidade sensorial deve ter aquele que, por meio legal, porta, diariamente, arma de fogo.

 Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement