Página Inicial arrow Protegendo-se das Fraudes arrow Por que muitos empregadores, ao descobrirem que foram lesados por funcionário,não levam caso polícia
Domingo - 29 de Novembro de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Comunicação Juridica
Porto Service
Wall Service
JSEG Vigilância
Condomínio em Foco
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Vip
Pro Security
ATS Terceirização
Avitran
Seguridade
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Leão Serviços
FL Terceirização
Crimes & Acidentes
Grupo Padrão
Grupo GP
Full
Méthodo Gestão Educacional
Lordello Consultoria
ASC Service
Life Condomínios
Protecães
Terras de Gênova
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Good Clean
NR Service
Grupo Titanium
QAP Segurança
Top Clean

Quem está On-line

Nós temos 1 visitante online
Por que muitos empregadores, ao descobrirem que foram lesados por funcionário,não levam caso polícia Email

Por que muitos empregadores, ao descobrirem que foram lesados por funcionário, não levam o caso ao conhecimento da polícia?

  

 

Nossa pesquisa apontou as razões principais:

1) Acredita que o processo criminal é moroso e vai acabar dando muito trabalho

2) Tem receio que o empregado criminoso possa prejudicar a empresa, pois detém muitas informações importantes

3) Acha mais simples fazer um acordo com o empregado: sua demissão sem receber os direitos trabalhistas

4) Apesar de saber que o empregado cometeu a fraude, não se preparou para juntar provas cabais da participação e do envolvimento dele.

5) Não sabe lidar com a situação pois não tem conhecimento jurídico e nem experiência suficiente para esse tipo de ocorrência, que foge do cotidiano dos negócios. 

Em muitos casos analisados, o empregador prefere demitir o funcionário e assumir todos os prejuízos, inclusive os débitos trabalhistas. Vamos então a uma pergunta importante:

Quais providências deve tomar o empregador ao perceber que o empregado está fraudando criminosamente a empresa?

É importante frisar, que para acusarmos alguém de um crime é preciso demonstrar os fatos através de provas admitidas pelo direito brasileiro.

A palavra prova tem origem no latim, probatio, que significa exame, confronto, verificação. Prova nada mais é que o instrumento utilizado pelo homem para, por meio de percepção e sentidos, demonstrar uma verdade.

O empregador precisa provar o crime praticado pelo funcionário. O acusador sem provas responde pelo crime de denunciação caluniosa. Geralmente, surge a seguinte dúvida:   

Como vou provar na polícia e na justiça o crime cometido pelo funcionário contra a empresa?

É muito simples, deve juntar o maior número de provas que demonstrem o delito praticado. Inicialmente, a prova testemunhal, que nada mais é que a reprodução oral do que se encontra na memória daqueles que presenciaram ou tiveram notícia do fato delituoso. Constitui uma das formas de prova mais antigas, não sendo possível imaginar a atividade probatória sem testemunhas, onde, muitas vezes, é o único meio de comprovar os fatos.

A doutrina penal classifica as testemunhas em:

a)Presenciais: são aquelas que tiveram contato direto com o fato que se pretende provar, havendo maior credibilidade e riqueza de detalhes. Portanto, devemos arrolar como testemunhas dos fatos todos aqueles que presenciaram alguma atitude do acusado contra a empresa  

b)De referência: não presenciaram o fato criminoso, mas têm notícia através de terceiros.

c)Referidas: embora não arroladas, foram mencionadas através do depoimento de outras testemunhas, podendo ser ouvidas pela autoridade policial ou a requerimento da empresa-vítima.

 

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement