Página Inicial arrow Protegendo-se das Fraudes arrow Comerciante X Estelionatários – Quem ganha essa disputa?
Domingo - 29 de Novembro de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase6.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

ASC Service
Life Condomínios
Protecães
Comunicação Juridica
Porto Service
Wall Service
JSEG Vigilância
Condomínio em Foco
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Vip
Pro Security
ATS Terceirização
Avitran
Seguridade
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Terras de Gênova
Leão Serviços
FL Terceirização
Crimes & Acidentes
Méthodo Gestão Educacional
Lordello Consultoria
Grupo Padrão
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Good Clean
NR Service
Grupo Titanium
QAP Segurança
Top Clean
Grupo GP

Quem está On-line

Comerciante X Estelionatários – Quem ganha essa disputa? Email
Quando ministro cursos para lojistas, operadores de caixa e analistas de crédito, inicio com a seguinte constatação: fraude é um evento certo em qualquer empresa! Quem não acredita nisso está vivendo em outro planeta. Em seguida, revelo mais um preceito indiscutível: as fraudes, geralmente, são frutos de oportunidades. Tenho absoluta certeza, que você, que trabalha honestamente como caixa no comércio, tem receio de ser vítima dos estelionatários, que na verdade são lobos em pele de cordeiro. Dependendo do erro cometido, parte ou mesmo todo o prejuízo, pode sobrar para o funcionário que foi enganado pelos falsos clientes. Os golpistas que têm como alvo lojas situadas em ruas ou em shoppings, geralmente são pessoas bem vestidas, articuladas e envolventes. São verdadeiros atores e atrizes desempenhando papel de bons clientes e com vontade de gastar. Num primeiro momento, são acima de qualquer suspeita; podem até estar acompanhados de criança ou animal doméstico. Os estelionatários têm preferência por atuar em dois horários: a) Final de turno de trabalho, quando os funcionários já estão cansados e com pressa de ir embora e, portanto, é maior a possibilidade de estarem com guarda baixa b) Horários de pico, ou seja, quando a loja tem maior movimento e a atenção dos funcionários está dividida com várias pessoas ao mesmo tempo. Outro ponto interessante a ser observado pelo vendedor, é que o golpista compra qualquer produto sem se preocupar com a qualidade ou detalhes técnicos! Fraudadores de lojas, dificilmente, brigam por desconto ou parcelamento, pois não vão pagar mesmo pelos produtos adquiridos. O vendedor deve redobrar atenção se o cliente começar a separar várias mercadorias sem fazer cerimônia. Você tem noção de qual é a média de gasto por cliente em sua loja, não é verdade? Quando o valor da venda começar a exceder, não fique apenas empolgado com a comissão; lembre-se que a ganância é inimiga da segurança. Não enxergue somente cifrão na sua frente. É nesse momento que o vendedor deve exercitar sua sensibilidade no tocante a possibilidade de fraude. Se você ficar realmente atento ao comportamento dos clientes que fogem do padrão, será possível identificar o eventual fraudador. De nada adianta facilitar a venda se o comprador não pagar. E, pior ainda, existe o risco de o prejuízo sair do seu bolso.
 
 
Dr. Jorge Lordello 
 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement