Página Inicial arrow Legislação arrow Qual o verdadeiro vilão da segurança pública no Brasil?
Domingo - 29 de Março de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Lordello Consultoria
ATS Terceirização
Protecães
Seguridade
Grupo Vip
Condomínio em Foco
Crimes & Acidentes
Grupo Titanium
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Pro Security
Método Lordello de Treinamento em Segurança
JSEG Vigilância
NR Service
Grupo Padrão
QAP Segurança
Porto Service
Grupo GP
Avitran
Full
Good Clean
FL Terceirização
Comunicação Juridica
Wall Service
Terras de Gênova
Top Clean
Méthodo Gestão Educacional
ASC Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Life Condomínios
Leão Serviços

Quem está On-line

Nós temos 4 visitantes online
Qual o verdadeiro vilão da segurança pública no Brasil? Email

Você sabia que cerca de 2 milhões de adolescentes são presos anualmente nos EUA em presídios com regras rigorosas? O mais interessante, é que 90% das infrações são de menor potencial ofensivo, como por exemplo, fugir da sala de aula. Muitos atos que no Brasil são apenas tidos como antiéticos ou reprováveis, nos EUA são considerados crimes e levam o cidadão para trás das grades, independente da idade. Em Nova York, pular catraca do metrô ou deixar de devolver livro retirado da biblioteca, leva o infrator à corte criminal, e com certeza, a alguns dias num presídio. Pouquíssimos réus mentem para a polícia ou juiz criminal, pois lá essa atitude não é considerada meio de defesa e sim prática criminal, com pena de 5 anos de prisão. Agressões verbais, arremessar comida em alguém, arrotar de forma proposital, fugir de casa para chamar atenção dos pais, exagerar no consumo de bebidas alcoólicas em via pública e promover algazarra nas ruas, são considerados crimes passíveis de cadeia. Recentemente, o adolescente Cameron D'Ambrósio foi preso após postar na internet letra de rap considerada "agressiva" contra as instituições públicas. Punir aqueles que praticam delitos de menor gravidade, faz parte da politica de tolerância zero nos EUA, país que acredita que o sentimento de certeza de punição acaba prevenindo delitos de maior gravidade. A certeza de castigo, mesmo moderado, causa sempre impressão mais intensa que o temor de outro mais severo embora incerto. O pintor Da Vinci disse: "Aquele que não pune o mal, ordena que ele seja feito"! Pena que o legislador brasileiro não pense assim! No Brasil, a política criminal é ao contrário; não se pune crimes mais leves. O criminoso se empolga com a impunidade e vai aumentando o nível de violência! Se você não punir de alguma forma seu filho por algo inadequado que ele tenha praticado, com certeza ele se sentirá à vontade para cometer erros ainda maiores, pois não está sendo educado a ter limites. Escolas que não punem alunos quando infringem normas internas, pais que não repreendem filhos quando erram e leis que não colocam bandidos atrás das grades... O que podemos esperar da segurança pública em nosso país? Existe luz no fim do túnel com o ordenamento jurídico penal atual?

 

 Dr. Jorge Lordello

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement