Página Inicial arrow Furto e Roubo de Veículos arrow Últimos 15 anos/SP – 2.500.000 veículos subtraídos
Segunda-feira - 15 de Agosto de 2022

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase6.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Leão Serviços
ASC Service
Porto Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Wall Service
Método Lordello de Treinamento em Segurança
NR Service
ATS Terceirização
Grupo Vip
JSEG Vigilância
Crimes & Acidentes
Good Clean
Grupo GP
Full
Grupo Padrão
Life Condomínios
FL Terceirização
QAP Segurança
Pro Security
Protecães
Condomínio em Foco
Terras de Gênova
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo Titanium
Avitran
Méthodo Gestão Educacional
Comunicação Juridica
Seguridade
Lordello Consultoria
Top Clean

Quem está On-line

Últimos 15 anos/SP – 2.500.000 veículos subtraídos Email
Em 1999 lancei meu primeiro livro, intitulado “Como Conviver Com a Violência”, com quase 400 páginas, onde apresentei radiografia criminal daquela época. Procurava, ainda, mostrar aos leitores que era possível minimizar quase a zero o risco de abordagem criminosa. Antes de ingressarmos nos anos 2000, estatísticas policiais apontavam que para cada roubo de auto ocorriam 10 furtos. Demostravam tais números, que os marginais preferiam, então, usar de habilidade ao invés de violência para subtrair veículos. O problema é que já naquela oportunidade minhas pesquisas criminais em presídios e cadeias públicas, onde entrevistei mais de 1000 marginais, apontavam que o quadro iria apresentar mudanças significativas; aos poucos a criminalidade estava se tornando mais violenta. Fiz constar em meu livro, de forma bem veemente, que os assaltos iriam aumentar quando comparados com os furtos, e que num futuro próximo a tabela comparativa entre crimes praticados com violência e aqueles exercidos com habilidade se inverteria. Infelizmente, minhas projeções estavam certas. Em janeiro de 2008 as mudanças já eram nítidas, pois para cada três veículos levados pelos criminosos no Estado de São Paulo, apenas um deles foi mediante assalto. Foram 4.525 roubos contra 7.866 furtos. De 2008 para cá os furtos cresceram 25,9% contra 99,4% dos roubos. Em dezembro de 2013 o volume de assaltos a veículos bateu recorde histórico, chegando à soma de 9644, ultrapassando, portanto, a quantidade de furtos de veiculos, que apontou 8195. A marginalidade realmente migra a passos largos para ações cada vez mais violentas, deixando o “romantismo” do furto de lado. Nos últimos 15 anos, cerca de 2.500.000 carros foram surrupiados das ruas no Estado de São Paulo. Se nada for feito, é capaz que daqui há 5 ou 7 anos tenhamos para grupo de 10 carro roubados apenas 1 subtraído sem violência.
 
 
Dr. Jorge Lordello 
 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement