Página Inicial arrow Legislação arrow Pacotão de regalias para presos: você é contra ou a favor?
Domingo - 05 de Abril de 2020

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase8.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Comunicação Juridica
Grupo Padrão
Pro Security
Top Clean
ATS Terceirização
ASC Service
Crimes & Acidentes
Grupo Vip
Grupo GP
Protecães
Lordello Consultoria
Terras de Gênova
Avitran
FL Terceirização
Grupo Titanium
Full
Life Condomínios
Wall Service
Leão Serviços
Porto Service
NR Service
Seguridade
Associação Nacional de Agentes de Segurança
QAP Segurança
Méthodo Gestão Educacional
Good Clean
JSEG Vigilância
Condomínio em Foco

Quem está On-line

Pacotão de regalias para presos: você é contra ou a favor? Email

Recentemente, descobri que na Câmara dos Deputados está tramitando Projeto de Lei que propõe a criação do Estatuto Penitenciário Nacional. A proposta prevê uma série de benefícios a presidiários; verdadeiras regalias que boa parte da população brasileira ordeira e honesta não possue. Se o chamado “Pacotão” for aprovado, detentos terão direito a sabonete, creme dental, barbeador de plástico, creme hidratante, condicionador de cabelos, escova para cabelos e chuveiro quente. Todo presídio deverá conter biblioteca, pois a leitura de livros gera abatimento da pena. Estabelecimentos prisionais com capacidade para 400 detentos deverão possuir pelo menos doze professores, três enfermeiros e cinco médicos; entre eles um psiquiatra e um oftalmologista. Estatísticas apontam que no Brasil temos em média 0,2 médicos para grupo de cem habitantes. Já os presídios teriam 1,25 médicos para grupo de 100 detentos. Partindo do princípio que a população carcerária no Brasil gira em torno de 550 mil pessoas, teríamos que deslocar 1375 médicos para cuidar somente de presos. E os hospitais que já sofrem com a falta de médicos, como ficariam? Outro ponto que chama a atenção, é a proposta de crianção do “Dia do Encarcerado”, a ser comemorado todo 25 de junho. Não entendi! Comemorar o quê? De acordo com o projeto, cada preso terá direito, ainda, a 3 uniformes,1 agasalho, 6 cuecas, 3 pares de meias,1 par de sapatos,1 par de tênis,1 par de sandálias, roupa de cama e banho. Amigo leitor, quantos cidadãos brasileiros têm direito a tantas benesses? Outra regra que chamou atenção, é a punição com prisão aos diretores de presídios que permitirem a permanência de mais detentos que a capacidade máxima da unidade. O problema é que temos no país, atualmente, déficit carcerário de em torno 240.000 vagas, problema esse que não será resolvido a médio prazo. No início de 2013, uma mulher grávida de 8 meses, ao chegar no condomínio onde morava em São Paulo, foi abordada por marginais que objetivavam assaltá-la. Durante a ação, efetuaram disparo de arma de fogo que a atingiu na região da cabeça. Os médicos do hospital onde foi socorrida realizaram cesariana e salvaram a vida do bebê, mas a mãe não resistiu e faleceu. Será que esses bandidos merecem esse “pacotão de regalias”?

 

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement