Página Inicial arrow Viajantes e Turistas arrow Check-up da segurança no transporte de crianças
Terça-feira - 25 de Junho de 2019

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase5.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Siga-nos no Twitter!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

Grupo Titanium
Crimes & Acidentes
Porto Service
QAP Segurança
Top Clean
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Lordello Consultoria
Méthodo Gestão Educacional
Leão Serviços
Pro Security
Protecães
Grupo GP
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Life Condomínios
JSEG Vigilância
NR Service
FL Terceirização
Grupo Padrão
Avitran
Grupo Vip
Seguridade
Condomínio em Foco
Wall Service
ATS Terceirização
Comunicação Juridica
Good Clean
Full
Terras de Gênova

Quem está On-line

Nós temos 2 visitantes online
Check-up da segurança no transporte de crianças Email

Pontos essenciais a serem lembrados e divulgados segundo o Departamento de Transportes dos Estados Unidos - Administração Nacional de Segurança nas Rodovias (NHTSA): 

  1. Crianças devem ser transportadas no banco traseiro do veículo, que geralmente é o lugar mais seguro em uma colisão.
  2. Bebês de até 9Kg e cerca de um ano de idade devem andar virdas para a traseira do veículo.
  3. Crianças com mais de 9 quilos e cerca de um ano de idade devem andar para a dianteira do veículo.
  4. O cinto de segurança deve manter o assento firme no lugar. Encaixe o cinto na fenda correta. Se o seu assento de segurança puder ser utilizado virado para qualquer direção, utilize a fenda correta para encaixar o cinto na direção desejada.
  5. Mantenha as fitas do cinto sobre os ombros da criança. O cinto deverá ser afivelado confortavelmente em volta da criança.
  6. Cintos de segurança devem se adequar à idade das crianças. Os assentos de segurança ficam pequenos para crianças com cerca de 4 anos e 18 quilos, mas elas podem ser muito pequenas para utilizarem os cintos de segurança do automóvel, o que não será seguro.
  7. O cinto de segurança pélvico deve ser ajustado de maneira que fique abaixo do ventre e firme de um lado a outro da parte superior da coxa. O cinto de dois pontos diagonal deve ir acima do ombro e cruzar o peito - nunca por baixo do braço.
  8. Um assento auxiliar permitirá que os cintos se ajustem melhor na criança.


As crianças que já não cabem nos assentos de segurança estão mais bem protegidas pelos cintos de três pontos do que apenas pelos cintos diagonais nele, deixe os mais velhos utilizarem os cintos diagonais. Coloque a criança que está no "seat car" no meio do banco do veículo, onde há apenas um cinto pélvico.

Um bebê recém-nascido deve ser transportado onde um adulto possa vigiá-lo, especialmente se o bebê for prematuro ou tiver um problema de saúde. Se você estiver dirigindo e não houver mais ninguém no veículo, seu bebê poderá ser transportado de maneira segura no banco dianteiro, mas não se houver um "air bag" para esse banco.

» Air bags

Muitos veículos novos têm "air bags" no banco dianteiro direito. Os "air bags" são eficientes com cintos de três pontos para protegerem adultos e crianças maiores que são transportadas viradas para a frente do veículo. Mas os "air bags" não funcionam com assentos de segurança que são utilizados virados para a traseira do veículo. Em uma colisão, o "air bag" infla muito rápido. Ele poderia bater em qualquer coisa próxima ao painel do veículo com muito força. Um assento de segurança colocado virado para trás poderia ser atingido com força suficiente para machucar seu bebê seriamente. Portanto, os bebês devem ser transportados no banco traseiro, virados para trás. Nunca vire o assento do seu bebê para a frente no banco dianteiro ou traseiro até que ele tenha mais de 9 quilos e um ano de idade. Se não houver lugar no banco traseiro, uma criança com mais de 9 quilos em um assento de segurança virado para a frente pode ser colocado no banco dianteiro, afastando-se o banco do veículo o máximo possível da frente.

  1. Nunca segure uma criança em seu colo porque você poderia esmagá-la em uma colisão. Mesmo se você estiver usando o cinto de segurança, a criança poderá ser atirada para longe em uma colisão.
  2. Nunca use o mesmo cinto em você e em uma criança em seu colo.
  3. A área de carga de uma caminhonete ou van é muito perigosa para transportar pessoas. Não deixe ninguém ser transportado na caçamba de uma pickup, mesmo em uma pickup com caçamba coberta.
  4. Lembre-se: Os "air bags" que ficam do lado do passageiro podem ferir os bebês que são transportados virados para a parte traseira do veículo.

» O bebê recém-nascido


Todos estariam mais seguros sentados virados para trás do veículo. Os bebês têm sorte de ter assentos que funcionam desse modo. Então, qualquer que seja o tipo de assento que você escolha, seu bebê deve estar transportado no veículo virado para trás até atingir pelo menos 9 quilos e um ano de idade.

Dois tipos de assentos de segurança são feitos para os bebês:

  1. Assentos de segurança pequenos, leves, apenas para serem utilizados virados para trás. Esse tipo só pode ser utilizado enquanto a cabeça do bebê estiver protegida pela extremidade superior do assento. A etiqueta do assento informa o limite máximo de peso (7,5 a 9 quilos).
  2. Assentos maiores que podem ser adaptados - "convertíveis" - geralmente podem ser usados pela criança desde o nascimento até os quatro anos de idade ou 18 quilos.Esse tipo deve ser usado virado para a parte traseira do veículo enquanto seu bebê tiver menos de um ano. Ele pode ser virado para a frente quando o bebê tiver cerca de um ano e mais de 9 quilos.


O melhor assento para um bebê

Um assento que possa ser usado desde o nasciento até os 18 quilos é mais econômico, mas um assento destinado somente para bebês pode ser mais fácil de ser usado e pode acomodar melhor o bebê recém-nascido.

Um assento somente para bebês pode ser carregado para qualquer parte. Muitos podem ser anexados aos carrinhos de supermercado. Todos são assentos robustos para se usar em casa.

Alguns assentos somente para para uso de bebês são compostos de duas partes. A base fica afivelada ao veículo e o assento pode ser encaixado dentro do veículo e depois retirado, também.

O assento conversível para recém-nascidos não deve ter anteparo. Os anteparos não acomodam os bebês pequenos ou recém-nascidos adequadamente. Eles são geralmente muito altos e freqüentemente escondem a face do bebê, tornando difícil o ajuste adequado do cinto.

Um assento é mais seguro que o outro?

O modelo mais simples e menos caro geralmente funciona tão bem quanto um mais sofisticado. O ideal é aquele de fácil utilização.

Para um bebê prematuro ou um com problemas de saúde, o médico poderá sugerir o uso de uma cama para veículos que passou por testes de colisão, a fim de que o bebê fique deitado no plano durante algumas semanas ou meses. A cabeça do bebê deve ficar virada para o centro do veículo.

Os assentos somente para uso de bebês que vêm com anteparos não são mais seguros do que aqueles com cinto de segurança somente. O anteparo pode não acomodar direito um bebê pequenino.

Os bebês que ganham muito peso cedo precisam utilizar assentos conversíveis virados para trás, quando eles crescem além do tamanho dos assentos para bebês.

ATENÇÃO: Assentos conversíveis devem ficar virados para a parte traseira do veículo até quando o bebê pesar pelo menos 9 quilos e tiver um ano de idade. Os bebês ficam mais seguros se transportados virados para trás, porque a parte traseira do assento de segurança suportará as costas da criança, o pescoço e a cabeça em uma colisão.

A cabeça do seu bebê não tem firmeza

É importante que um bebê seja transportado sentado com cerca de metade do seu corpo ereto. O assento de segurança poderá ficar muito alto para um bebê que não pode ainda manter sua cabeça firme. Sendo assim, pode-se colocar uma toalha de banho bem enrolada embaixo da extremidade dianteira do assento de segurança para mantê-la um pouco para trás a fim de que a cabeça do seu bebê fique apoiada confortavelmente. A reclinação não deve ser acentuada.

As tiras do cinto devem ficar confortavelmente afiveladas ao corpo

É muito importante que as tiras do cinto sejam colocadas corretamente sobre os ombros e entre as pernas. O bebê deve vestir roupas que deixam as pernas livres. Se for preciso cobrir o bebê, primeiro deve-se justar o cinto, depois colocar o cobertores sobre ele.

Para preencher espaços vazios e dar apoio, deve-se enrolar uns dois cobertores pequenos e colocá-los em cada lado do ombro e da cabeça do bebê. Se ele ainda estiver baixo, coloca-se uma fralda enrolada entre as pernas e atrás das tiras em forma de V do cinto. Os cobertores não devem ser colocados sob o bebê. O cinto deve ficar o mais justo possível no bebê recém-nascido. As tiras do cinto devem manter-se nas fendas próximas ou abaixo dos ombros do bebê, na posição virada para trás.


» Bebê maior, criança maior: O que usar

Quando o bebê fica muito alto ou pesado para um assento utilizado somente por bebês, será necessário um assento de segurança que acomode crianças maiores.

Há três tipos de assentos de segurança:

  1. O assento de segurança conversível familiar, que acomoda bebês virados para a parte de trás veículo e crianças maiores viradas para a frente, tem uma armação acolchoada e cintos de segurança.
  2. Um assento de segurança projetado para crianças maiores com cinto de segurança, encontrado em alguns veículos e vans.
  3. Um colete de segurança que tem um cinto mas não uma armação sólida em volta da criança. Uma criança de um ano de idade, pesando de 9 a 18 quilos não é grande o suficiente para ser transportada em um assento auxiliar no veículo. Ela precisa de proteção extra para a parte superior de seu corpo e cabeça, proteção essa que um cinto de três pontos pode dar.


A escolha do assento de segurança

  1. Um assento que seja fácil de ser manejado.
  2. O cinto deve ser testado na loja, prendendo-o e soltando-o. No veículo, os mesmos movimentos serão feitos lateralmente. Todas as fivelas dos "seat cars" são difíceis de manejar para evitar que as crianças as soltem, mas algumas são mais difíceis que as outras.
  3. O tamanho das tiras do cinto deve ser mutável. Algumas se ajustam automaticamente ao tamanho da criança. Muitas podem ser ajustadas facilmente de frente ou de lado. Outras têm um fecho de metal para ajuste por meio do qual pode-se puxar as tiras. É preciso ter certeza de que se possa alcançar quando o assento estiver instalado no veículo e a criança sentada nele.
  4. Se o assento tiver um fecho de metal para ajuste, deve-se ajustar a fita puxando-a para trás por sobre o fecho para "trancá-lo" ao ajustar o cinto. Se isso não for feito, a tira poderá se soltar em uma colisão, permitindo que a criança seja atirada do assento e fique gravemente ferida.
  5. Se o assento não se ajustar bem no seu veículo, deve-se tentar outro modelo.


O melhor cinto

Há três tipos. O cinto básico tem tiras de ombro, quadril e bifurcadas (em forma de V). Ela dará à criança uma proteção excelente. Um anteparo substitui as tiras que passam pelo quadril para manter os membros inferiores no assento.

Características a serem consideradas: Somente cinto

O tipo que só possui cinto é preferido por muitos especialistas em segurança porque a parte do cinto que passa pelo quadril fica na parte superior das coxas e do quadril da criança.
Ele pode ser ajustado para ser confortavelmente encaixado. Mas as tiras podem enrolar-se e emaranhar-se, o que não acontece com os anteparos. Se as tiras não ficarem lisas, o cinto não funcionará também.

  • Anteparo em forma de T - As tiras de ombro são presas a uma almofada chata que fica o mais rente possível ao corpo do bebê. O anteparo pode ser afivelado rapidamente, utilizando-se somente uma mão. Alguns têm tiras que se ajustam automaticamente
  • Anteparos em forma de concha  - As tiras de ombro são amarradas a um largo anteparo em forma de concha que balança para cima ou para o lado. Alguns anteparos podem passar pela cabeça da criança sem que as tiras sejam sempre ajustadas. Em alguns veículos, o teto pode ser baixo demais para permitir que você levante o anteparo completamente.


Ao utilizar um assento conversível

  1. Mantê-lo virado para trás até o bebê pesar 9 quilos e tiver cerca de um ano de idade, então vira-lo para a frente.
  2. Ajustá-lo para que o bebê sente-se ereto, quando for utilizado virado para a frente.
  3. Mover as tiras do cinto para o ponto mais alto, quando o assento estiver virado para a frente.
  4. Manter a criança em um assento de segurança o máximo de tempo possível, até cerca de 18 quilos e quatro anos de idade. Se o cinto estiver muito curto quando totalmente estendido, ou as orelhas da criança alcançarem o alto do assento de segurança, então será preciso colocar a criança em um assento auxiliar ou sentada com um cinto de segurança que sirva para ela.


Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement